Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Em operação do Conselho Tutelar, menores de idade são encontrados em motel de Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na noite deste sábado (7 de dezembro de 2013), por volta das 22h00min, o Conselho Tutelar de Parauapebas foi informado através de uma denúncia anônima que em um motel que fica localizado na Rodovia Municipal Faruk Salmen, haviam vários adolescentes.

Para apurar a denúncia, uma operação formada pelos conselheiros tutelares de plantão Ozeas Leão, Márcia Mendes, além do Agente de Proteção Judiciário Marcilon Mendes e do Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Parauapebas (COMDCAP) Aldo Serra, se deslocou até ao motel, e ao chegarem ao local comprovaram que a denúncia tinha fundamento.


Na oportunidade, foram feitas abordagens em alguns veículos e consequentemente constatado a presença de seis adolescentes e uma criança em um veículo, que também estava sendo conduzido por um adolescente. Em um outro veículo foi encontrado um rapaz adulto em companhia de uma adolescente, e em um outro automóvel foram encontrados 3 adolescentes, inclusive um deles era o que conduzia o carro.

A Policia Militar foi acionada e a gerente do motel foi presa juntamente com o porteiro, sendo todos conduzidos para a Delegacia de Polícia. Algumas mães compareceram ainda no local em busca de informações e em busca das filhas, porém, todos foram conduzidos à DEPOL.

O motel contrariou as orientações do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a Constituição Brasileira. “Esses motéis de nossa cidade têm sido uma vergonha. Essa é uma prática que não poderá ficar impune. Queremos ver a atuação do Ministério Público e do Poder Judiciário, afinal, isso é caracterizado corrupção de menores e hospedagem da criança e adolescente, que consta no Artigo 82º do Estatuto da Criança e do Adolescente”, relatou o Conselheiro Tutelar Ozeas Leão em uma postagem feita por ele no Facebook.
Ainda de acordo com o Conselheiro Tutelar Ozeas Leão, “os adolescentes encontrados no interior do motel afirmaram que o agente de portaria não pediu a identificação dos mesmos, por isso eles passaram de boa. Ainda de acordo com os menores, essa prática não foi a primeira vez que foi feita, e isso deixa claro que acontece em outros motéis da cidade. Cadeia para os transgressores da ordem do direito”, finalizou Ozeas Leão.

Reportagem: Da redação do Portal Pebinha de Açúcar – Com informações e foto do Conselheiro Tutelar Ozeas Leão

Publicidade

Veja
Também