Em Parauapebas, bandidos armados invadem casa e matam proprietário ajoelhado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Foto da vítima ainda em vida

Uma residência no Bairro Rio Verde, nas proximidades da Rua do Comércio, em Parauapebas, onde a vítima morava apenas com sua esposa. O casal recém-chegado na “Capital do Minério” tinha planos para por aqui viver, porém, um ato criminoso interrompeu os planos, já que ceifou a vida do marido.

O ato criminoso foi registrado na última sexta-feira (8), a vítima fatal chegou a ser socorrida e internada, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no sábado (9).


Trata-se de Célio Osmar Piedade Braga, assassinado a tiros em um suposto latrocínio praticado por cinco elementos que invadiram sua residência. O propósito dos criminosos, aparentemente jovens, era subtrair da vítima uma quantia em dinheiro, fruto da venda de uma motocicleta, valor que Célio pretendia usar para comprar outra moto para usar como ferramenta de trabalho.

No local, na hora do sinistro, estavam apenas o casal, sendo Célio e sua esposa Claudivânia; esta contou para a Polícia ter visto tudo, e que só escapou por ter ficado o tempo todo escondida no interior da casa. Quanto à identificação dos meliantes, ela disse não saber descrever, pois, estes estavam usando panos de cor preta, tipo balaclava, para encobrir os rostos.

Claudivânia contou para a Polícia tratar-se de cinco jovens e que mandaram que Célio ficasse de joelhos, sendo depois alvejado, na nuca, com vários disparos de arma de fogo.

O crime segue investigado pela Polícia Civil, tanto para identificar os criminosos, como também para chegar às reais razões do crime que tem características de latrocínio ou pode ter sido usado como “pano de fundo” para disfarçar a real intenção do ato.

Publicidade

veja também