Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Em Parauapebas, Corpus Christi é celebrado com os tradicionais tapetes em vias públicas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

“O objetivo foi celebrar o mistério da eucaristia, o Corpus Christi, que significa Corpo de Cristo”, explicou o Padre Hudson Rodrigues, da Paróquia Cristo Rei, qualificando ser esta, uma festa religiosa da Igreja Católica em que se demonstra a oferta do corpo e do sangue de Jesus Cristo para remissão dos pecadores.

Nossa equipe de reportagens acompanhou a celebração deste dia, tão especial para a comunidade católica, iniciando com os trabalhos de confecções de tapetes pela principal via do Bairro dos Minérios. “Cada Comunidade ficou responsável para fazer um tapete; e assim, com um trabalho em equipe, tivemos esse resultado”, contou a estudante Pâmela Cristina, qualificando como uma festa muito bonita por ser uma tradição.


Ainda segundo ela, é compensador ver que ainda exista pessoas que se importam com a tradição, dedicando parte de seu tempo para realizar trabalho como este que expressa a simbologia; no caso dela, com 16 anos de idade, que sempre participou.

Quem também esteve acompanhando a procissão foi a dona de casa Jessilene Mendes, ela diz ser um dia muito especial para ela. “É um dia em que relembramos toda a trajetória de Jesus, coisa que todos nós católicos temos que colocar em prática deixando todos os afazeres para trás”, disse Jessilene.

Um destaque no tapete foi um pedido de paz, importante em dias de “insegurança pública”. Toda a confecção dos tapetes contou com o trabalho das pastorais católicas, entre elas, Pastoral da Juventude, Pastoral da Criança, Pastoral da Catequese e Terço dos Homens.

Além do trabalho realizado pela Paróquia Cristo Rei, no Bairro dos Minérios, a Paróquia São Sebastião também fez comemorações e programações no feriado, nas proximidades da Praça Mahatma Gandhi, no Bairro Cidade Nova.

SOBRE A DATA

A tradição de enfeitar as ruas começou pela cidade de Ouro Preto em Minas Gerais. A procissão pelas vias públicas, é uma recomendação do Código de Direito Canônico que determina ao Bispo Diocesano que tome as providências para que ocorra toda a celebração, para testemunhar a adoração e veneração para com a Santíssima Eucaristia.

A festa de Corpus Christi acontece sempre 60 dias depois do Domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, em alusão à quinta-feira santa, quando Jesus instituiu o sacramento da eucaristia. Porém, não é feriado nacional, tendo sido classificado pelo governo federal como ponto facultativo.
Em Parauapebas, todas as paróquias realizam o ato confeccionando os admiráveis tapetes em vias públicas.

 

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também