Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Emoção marca entrega de mais de mil apartamentos do Residencial Alto Bonito

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Residencial Alto Bonito é um projeto de Urbanização de assentamento precário, financiado com recurso do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), para intervenção em favelas, conjugado com o Programa Minha Casa Minha vida (PMCMV) por meio da Caixa Econômica Federal e com recursos da Prefeitura Municipal de Parauapebas.

Na sexta-feira (16), foram entregues 1.008 unidades que representam a primeira fase do projeto. Em uma solenidade que emocionou os presentes ao ver a felicidade dos beneficiados ao receber as chaves de sua casa própria.


As mais de mil famílias contempladas receberam apartamentos de 47,60m² de área construída, dotada de infraestrutura e de soluções de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Além da construção de 1 escola de ensino infantil, 1 UBS (Unidade Básica de Saúde); será feita ainda a revitalização da lagoa, antes ocupada, onde será feito passeios públicos, quiosques, trapiche e pista de caminhada, além da execução do Projeto de Trabalho Social. Está ainda previsto para aquela área, a construção de 10 centros comerciais e duas quadras de esportes.

Entre as autoridades presentes na entrega dos apartamentos aos beneficiados, estavam: O Ministro de Integração Nacional, Helder Barbalho; O prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, e outros prefeitos e ex-prefeitos da região; O deputado estadual Gesmar Costa, e outros deputados paraenses; O deputado federal José Priante; O superintendente do INCRA em Marabá, Asdrubal Bentes; O superintendente habitacional do Norte e Nordeste da CEF, Welington Pereira Marques; O superintendente regional da CEF em Marabá, Renil das Chagas Pastana; O presidente da Câmara Municipal de Parauapebas, Elias Ferreira; O vice-prefeito de Parauapebas, Sérgio Balduíno; e a Secretária Municipal de Habitação, Vani Caetano Alves.

 

A obra, realizada pela construtora Qualyfast, conta com uma estrutura total de 2.400 unidades habitacionais em duas fases, para atender famílias de menor renda. O empreendimento é dotado de infraestrutura e equipamentos públicos, sendo o único projeto habitacional público verticalizado do sul e sudeste paraense.

A área de intervenção trata-se de uma favela, uma parte na encosta de um morro e a outra parte em área alagadiça, ambas consideradas de risco e insalubre. O empreendimento está localizado na Rodovia PA-160, Km 3, na área urbana de Parauapebas, onde residem cerca de 35 mil habitantes, distribuídos em um complexo formado por seis bairros.

Para a construção do empreendimento fez-se necessário a retirada das famílias que residiam no local. Trabalho que só foi possível após a elaboração e execução do Plano de Manejamento que constituiu na definição de medidas compensatórias, para que as famílias pudessem optar entre: Apartamento no Alto Bonito, para onde retornariam após a execução da obra; lote urbanizado; unidade habitacional em Projetos do MCMV, sendo eles: Vila Nova e Vale do Sol; indenização por benfeitorias feitas no local ou aluguel social.

As famílias que optaram por apartamento no Alto bonito, foram inseridas no Programa Auxílio Aluguel e até que fosse concluída a obra recebiam por mês R$ 400.

A segunda fase do empreendimento, 1.392 apartamentos, continua em execução e será entregue em breve para famílias cadastradas e já contempladas com apartamentos naquele projeto.

Quanto às demais famílias cadastradas no sistema da SEHAB, à espera do benefício social, que compõem o déficit habitacional de Parauapebas, serão contempladas com a entrega de moradias populares em outros projetos habitacionais, sendo 301 no Residencial Vila Nova; além do projeto desenvolvido pelo governo municipal que irá contemplar a população com lotes urbanizados.

 

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também