Enfermeira Leonice será a primeira pessoa a receber vacina contra Covid-19 em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Enfermeira Leonice – Foto: Facebook

Confirmado! A tão esperada vacinação contra a Covid-19 já tem data e hora programadas para iniciar em Parauapebas.

A primeira pessoa a ser vacinada na “Capital do Minério” é a enfermeira Leonice de Oliveira, que faz parte da rede pública municipal de saúde. De acordo com informações obtidas pela equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, a profissional de saúde será vacinada em evento que será realizado por volta das 15h00 desta terça-feira (19) na Praça da Bíblia.


Processo de distribuição das vacinas no Pará:

Coordenado pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), uma força-tarefa entre profissionais de saúde e segurança pública é quem estrutura o plano de distribuição das 173.240 doses da vacina Coronavac pelo Pará. O trabalho é feito pelo meio terrestre, aéreo e fluvial, realizando o transporte e a escolta dos imunizantes. Um total de 1,2 mil agentes estão envolvidos na operação.

A vacina, desenvolvido pelo Instituto Butantan (SP) e pelo laboratório chinês Sinovac, chegou ao Estado por volta de 23h dessa segunda-feira (18). Pelo ar, o Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) realizou os dois primeiros voos que ocorreram às 3h da manhã desta terça (19), com destino a Marabá e Conceição do Araguaia, transportando mais de 15 mil doses. Ao longo do dia, as oito rotas restantes estão sendo realizadas, a fim de atender a todos os Centros Regionais de Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), levando o imunizante para localidades mais distantes, como a região do Marajó, Oriximiná, Santarém, Altamira, Prainha, Monte Alegre e Cametá, por exemplo. No total, foram montados dez planos de voo que utilizarão oito aeronaves, sendo cinco aviões de asa fixa e três aeronaves de asas rotativas. A Polícia Militar fará a escolta, em duas viaturas, para cada veículo da pasta de Saúde que estarão com as vacinas.

As vacinas serão conduzidas até os CRS da Sespa, localizados nas principais cidades do Estado, e cada Prefeitura será responsável pelo deslocamento e aplicação dos imunizantes. Nos locais onde geograficamente os acessos são feitos pelos rios, o Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu) contribuirá para levar os isopores contendo as vacinas até as comunidades ribeirinhas.Segundo o titular da Segup, toda a estrutura de segurança pública estará disponível e sendo empregada. “Nós estaremos atuando com todas as aeronaves do Graesp, cerca de dez, para levar as vacinas a todos os municípios do estado do Pará, além do Grupamento Fluvial. As polícias estão atuando de forma integrada na escolta, no apoio logístico e também na segurança”, disse o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Ualame Machado.

Publicidade

veja também