Publicidade

Enfermeiros e técnicos de enfermagem da saúde pública participam de capacitação

Os profissionais de saúde pública do município, que compõem a equipe de enfermagem (técnicos e enfermeiros), tiveram a oportunidade na última quarta-feira, 04, de receber a qualificação em Manejo dos Cuidados em Feridas. O curso foi uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Parauapebas, através do Departamento de Educação na Saúde e Humaniza SUS, ministrado na Câmara Municipal, pela Dra. de Saúde Pública, enfermeira Mara Blanck.

Cada vez mais os serviços de atenção à saúde são ampliados e a demanda para esses serviços aumenta em nosso município. Para nós,  enfermeiros e gestores, isto é um grande desafio, já que estamos em todos os espaços e um curso como este é de grande importância, já que apresenta novas tecnologias, técnicas e experiências científicas no modo de tratar feridas”, ressalta Sandra Ribeiro, enfermeira e coordenadora da Saúde do Trabalhador.


De acordo com a Coordenadora de Educação na Saúde, Agenilma Gomes, “o principal objetivo foi qualificar os profissionais quanto ao cuidado em feridas nas mais diversas complexidades do SUS, gerando maior autonomia e conhecimento à equipe de enfermagem, além de elaborar uma linha de cuidado padronizada que priorize o atendimento na atenção primária à saúde e média complexidade, evitando assim maximizar os custos para o SUS. A Prefeitura de Parauapebas buscou garantir qualificação e a busca de novas estratégias, melhoramos a assistência prestada a esses pacientes, e a partir desse treinamento será criada também uma comissão multidisciplinar para avaliação de feridas.”

A Dra. Mara Blank, falou da satisfação em compartilhar um pouco do seu conhecimento com os profissionais do município. “Sem dúvidas, a troca de experiências vividas neste curso é de grande importância para que nossos profissionais estejam cada vez mais capacitados. O treinamento dos profissionais no cuidado em feridas é muito importante considerando a grande quantidade de pacientes com doenças crônicas no município e que desenvolverem lesões como úlceras por pressão (escara), lesões em decorrência de complicações do diabetes (pé diabético) e lesões de outras etiologias. Dessa forma, essa questão deve ser encarada como um problema de saúde pública, a fim garantirmos conhecimento científico, autonomia e tecnologias aos profissionais para prestarem os cuidados mais adequados a cada paciente.”

Participaram da capacitação 217 profissionais, com carga horária de 04h, e todos receberam certificado de qualificação na modalidade ministrada.

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu