Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Equipes da Adepará e Sespa monitoram área de acidente com navio carregado de bois

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Por volta das 8h, no Complexo do Porto de Vila do Conde, área de responsabilidade da Companhia das Docas do Pará (CDP), ocorreu um acidente com o navio Haidar, que transportava cerca de cinco mil bois. Informações preliminares dizem que a embarcação adernou após uma manobra equivocada e em seguida naufragou.

Os técnicos da Adepará estão no local para prestar apoio com orientações às autoridades competentes e à população, incluindo reuniões conjuntas com as Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Capitania dos Portos. Assim, a Agência também está desenvolvendo ações de fiscalização nas estradas e nos rios, inspecionando casos de furto e transporte de animais.


As equipes de inspeção acompanham os demais órgãos de Segurança Pública. Inclusive, estabeleceu-se um centro de crise da Adepará, coordenado pela diretora de Defesa Animal, Melanie Castro, juntamente com o corpo técnico da Agência, para auxiliar as ações.

A Adepará informa ainda que, em casos de transporte de bovinos vivos, tem o papel de garantir a certificação sanitária dos animais na propriedade de origem até os portos, conforme os códigos sanitários internacionais. Porém, com o ocorrido, imediatamente foram formadas equipes para trabalhar de forma conjunta, inclusive articulando para que os animais recuperados sem vida sejam devidamente incinerados.

A população vem sendo orientada a não adquirir ou consumir carne bovina sem procedência comprovada. Neste sentido, inclusive, equipes de vigilância da Sexta Regional da Sespa, sediada em Barcarena, em conjunto com a Vigilância Sanitária do município, vêm atuando nas comunidades e orientando sobre os riscos do consumo de carne bovina em condições inadequadas.

Publicidade

Veja
Também