Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Escola púbica desenvolve projeto de prevenção ao suicídio e depressão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Fazendo parte das programações do “Setembro Amarelo”, mês em que se acentuam as campanhas de prevenção ao suicídio, a Escola Estadual de Ensino Médio Eduardo Angelim está desenvolvendo o projeto Filosófico Superação. “Um projeto que nasceu baseado em diversas experiências que tivemos no contato e convívio com pessoas que sofrem com os sintomas da depressão”, explicou o professor Gleidinho, que ministra a disciplina de filosofia.

O educador detalha ainda que o trabalho foi desenvolvido na tentativa de responder ao seguinte questionamento: As manifestações sintomáticas da depressão hoje são expressões de narcisismo ferido ou de estruturas propriamente depressivas?
Cuja problemática se justifica na medida em que se busca saber mais sobre os fatores que decorem a depressão. Sabendo que o desânimo e os demais sintomas da doença são provocados por desequilíbrios cerebrais, com a diminuição de neurotransmissores como a serotonina, hormônio ligado à sensação de prazer e bem-estar.


De acordo com Gleidinho, foi partindo da necessidade de ajudar os alunos de uma forma mais dinâmica, tornando o projeto como autoajuda, onde se oferecem várias dicas e atividades de superação, “visando ajudar nossos alunos, o projeto Filosófico Superação vem mostrar através de atividades dinâmicas, tais como, teatro, música e dança, uma didática diferente, onde o aluno possa ter mais autoestima e aprender a valorizar mais a vida”, explicou o professor, dizendo que estão sendo utilizados exemplos de atitudes positivas como da valorização da vida, de determinação, de superação de obstáculos, de atitudes de amor ao próximo, de respeito às minorias, de comunicação respeitosa, dentre outras, acreditando que poderá contribuir muito para a reflexão e na formação dos mais novos.

 

O Projeto, apresentado na manhã da última quinta-feira (19), no Centro de Desenvolvimento Cultural de Parauapebas (CDC), traz os seguintes objetivos específicos:

Implementar ações que superem os problemas apresentados;
Fortalecer as discussões com as instancias colegiadas;
Promover condições de igualdade entre as diferentes escolas, de forma que toas pudessem ofertar uma educação com qualidade.
Conhecer os pontos críticos que necessitassem de atenção, intervenção imediata e prioritária por parte das escolas, por meio de dados para planejamento e desenvolvimento de ações nas escolas.
Preparar professores e toda equipe gestora como especialistas que oriente sobre o tema abordado.

De acordo com a direção da escola, os objetivos deverão ser alcançados através do desenvolvimento das seguintes ações:

Sensibilizar alunos e professores para a necessidade de estudar mais e superar as suas próprias limitações;
Rodas de conversa sobre o “Estudo da Realidade”;
Pesquisas sobre as causas da depressão;
Caminhada “Resgate e Celebração da Vida”;
Teatros e danças coreografadas;
Coletas de dados sobre o assunto em questão, com crianças e adolescentes entre 14 e 18 anos, das escolas municipais e estaduais.

As atividades de pesquisas e debates em salas de aula, incluindo sobre o teatro e danças coreografadas e libras, iniciaram no dia 19 e prosseguir até esta segunda-feira (23).

No dia 27, será feito o comunicado sobre a caminhada “Resgate e Celebração da vida”.

Publicidade

Veja
Também