Escolas de Redenção deverão seguir recomendação de limpeza do sistema de climatização

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A 3ª promotora de Justiça de Redenção, Rosângela Estumano Gonçalves Hartmann, expediu recomendação à direção das escolas da rede pública e particular do município para que seja feita a limpeza adequada no sistema de climatização das escolas.

De acordo com a recomendação as instituições de ensino escolar deverão realizar: elaboração de Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) do ar-condicionado; cronograma semanal de limpeza dos filtros dos aparelhos e splits; cronograma semestral de limpeza interna e; afixar em local visível de fácil acesso a toda comunidade escolar o PMOC.


Conforme estudos médicos o acúmulo de sujeira no aparelho de ar-condicionado ou split, por falta de manutenção, pode desencadear doenças respiratórias infecciosas ou alérgicas.

Informações colhidas pela representante do Ministério Público junto a um médico infectologista indicam que os alunos que tem problemas respiratórios ficam mais vulneráveis a desencadear crises, e os que não tem, em exposição repetida aos germes, podem desenvolver problemas alérgicos.

A promotora de Justiça Rosângela Estumano frisa: “as bactérias, vírus e fungos podem estar presentes nos dutos do ar-condicionado ou split, favorecendo a proliferação desses agentes no ambiente de sala de aula, comprometendo a qualidade de vida dos alunos.”

As escolas da rede pública e particular tem o prazo máximo e improrrogável de até cinco dias para apresentar resposta escrita à recomendação.

Reportagem: Joyce Assunção

Publicidade

veja também