Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Estado do Pará chega a 51 casos do novo coronavírus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Pará tem 51 casos confirmados de covid-19, a doença causada pelo coronavírus sars-cov-2. A atualização foi feita pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), às 10h14. Foram anunciados dois casos positivos dessa vez. Duas mulheres: uma de 55 anos e uma de 60 anos, ambas de Belém.

Além dos diagnósticos positivos, há 60 casos em análise. Ao todo, já foram descartados 977 casos suspeitos. Até agora, um óbito foi registrado. E a confirmação de um dos 51 casos — a contagem começou no dia 18 de março — estar totalmente livre da covid-19. A atualização foi feita pela Sespa às 10h30.


 

Sespa Pará@SespaPara

Confirmamos mais dois casos de Covid-19.

➡️ Mulher, 55 anos, de Belém.

➡️ Mulher, 60 anos, de Belém.

Agora são 51 casos confirmados no Pará.

208 people are talking about this

Hospitais de campanha

O governo do Estado anunciou semana passada que prevê oferecer 720 leitos em quatro hospitais de campanha, para atender doentes paraenses da pandemia causada pelo coronavírus, em Belém, Santarém, Marabá e Breves, no Arquipélago do Marajó. A previsão inicial é que todos esteham concluídos até dia 11 de abril, disse no sábado (28) o governador do Pará, Helder Barbalho.

Em Belém, a previsão é de entrega de 420 leitos, a serem dispostos no Hangar Centro de Convenções até dia 6 de abril. Em Marabá, os 120 leitos serão abertos dia 7. Em Santarém o hospital de campanha com 120 leitos será entregue dia 10. Em Breves, 60 leitos serão abertos dia 11 de abril (Breves).

O que fazer

As recomendações do Ministério da Saúde são: lavar bem as mãos e pulsos ou usar álcool gel para higienização; evitar contatos físicos desnecessários, cobrir boca e/ou nariz ao tossir e/ou espirrar; não compartilhar alimentos e/ou talheres; higienizar estações de estudo ou trabalho; ao retornar de viagens onde há casos confirmados, com ou sem contato com casos suspeitos, é importante acionar os órgãos municipais de saúde e se afastar de atividades de estudo ou trabalho por, pelo menos, 14 dias. Os principais sintomas são febre, falta de ar e tosse seca.

Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza, diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica. Os dados locais do Pará são atualizados, pela Sespa, em boletins especiais, que saem pelo Twitter.

Publicidade

Veja
Também