Estado firma contrato emergencial para restabelecer tráfego na ponte Rio Moju

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Fernando Araújo / Agência Pará

O Governo do Estado, por meio de sua Secretaria de Transportes (Setran), realiza, nesta quarta-feira (17), no Palácio do Governo, a assinatura de contratos para a prestação de serviços de forma emergencial na região afetada pela queda da ponte Rio Moju, na Alça Viária (PA-483).

O objetivo da ação, possível após o Executivo estadual decretar Estado de Emergência, é acelerar a entrega de obras e serviços necessários para restabelecer o tráfego na via e, assim, normalizar a vida das pessoas que utilizam a rodovia e garantir também a retomada das atividades econômicas que dependem da circulação no local. O prazo para execução das ações é de 180 dias.


Entre as principais ações a serem executadas a partir da assinatura destes contratos estão a construção da nova ponte, com a readequação do canal de navegação do Rio Moju; gerenciamento, fiscalização e inspeção no local; remoção dos escombros submersos; a construção de rampa e desvio de acesso no leito do Rio Moju e conservação da Vicinal Quilombola.

Navega Aqui – Na ocasião, também haverá o lançamento do aplicativo “NavegaAqui”, uma iniciativa da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) que estará disponível para os usuários das embarcações que fazem a travessia entre os portos de Belém e Barcarena.

O programa, já disponível para Android e até a próxima sexta-feira (19) para iOS, vai auxiliar com informações a quem precisa e depende do serviço de balsas e lanchas para se deslocar entre a capital e os municípios da região afetada após queda da terceira ponte da Alça Viária, no Rio Moju ocorrida na madrugada do último dia 6.

veja também