EXCLUSIVO: Polícia Civil prende motorista de carro que matou 4 pessoas em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Como foi noticiado AQUI no Portal Pebinha de Açúcar, infelizmente quatro pessoas da mesma família morreram em um trágico acidente automobilístico que foi registrado em Parauapebas na madrugada de sexta-feira (1) para sábado (2) na VS-10, nas proximidades de um frigorífico. Uma das mulheres que morreu estava grávida de quatro meses.

De acordo com uma testemunha que presenciou o acidente e conversou com nossa equipe de reportagens, as mortes foram causadas por imprudência do motorista de um veículo Gol que estaria em alta velocidade e embriagado.


Bastante chocado, Leonardo Mendonça deu detalhes do que presenciou. “Presenciei a perca de um amigo, um irmão. Estávamos voltando da zona rural e o carro dele apresentou problemas e estava sem força, por esse motivo, eu e um amigo estávamos dando apoio em uma moto, porque o carro poderia apresentar defeito a qualquer momento. Presenciamos um gol branco em alta velocidade, em média 160km/h, que perdeu o controle e bateu no carro de nosso amigo. Ainda chegamos a resgatar as vítimas dos veículos”, relatou a testemunha, afirmando que o veículo que causou o acidente estava ocupado pelo motorista e uma passageira. “A via está sinalizada com placa de limite de velocidade de 40km/h, porém, não foi respeitada, ocasionando essa tragédia”, finalizou.

Polícia em ação
Durante a tarde deste sábado (2), a Polícia Civil agiu rapidamente e se deslocou até o Hospital Geral de Parauapebas (HGP) e deu voz de prisão em flagrante a um homem identificado como Jarbe Oliveira Lima, de 36 anos de idade. Ele é o motorista do veículo Gol branco que se envolveu no acidente e acabou matando pelo menos quatro pessoas da mesma família. As investigações estão sendo feitas através da equipe da Delegada Ana Carolina e o acusado responderá por homicídio qualificado com dolo eventual, que é configurado com base em elementos contidos nos autos. A análise conjunta das circunstâncias do fato criminoso permite a conclusão de que o réu tinha previsão do possível resultado morte e mesmo assim insistiu em sua conduta assumindo em tese o risco de matar as vítimas.

Como Jarbe Oliveira Lima também se feriu no acidente e ainda estava hospitalizado sob cuidado de médicos, ele recebeu voz de prisão e ficará sendo monitorado por policiais até que receba alta e posteriormente será transferido para uma unidade prisional e ficará à disposição da Justiça.

Publicidade

veja também