Falsificação de assinatura de desembargadora é denunciada na Câmara de Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Câmara Municipal de Parauapebas

Uma denúncia trazida pelo vereador Zacarias Marques (PP) dando conta de que houve falsificação na assinatura eletrônica da Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, em processo que objetiva destituir o prefeito Darci Lermen, legitimamente eleito pelo voto popular, para empossar o segundo colocado nas eleições municipais de 2020. O que o denunciante qualifica como “uma espécie de tentativa de golpe institucional”.

Ao usar a “tribuna virtual”, o vereador Zacarias Marques disse que com base numa suposta decisão da Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE), Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, o segundo colocado nas eleições 2020, Júlio Cesar, utilizou o vereador Aurélio Goiano (PSD) como interlocutor para agendar uma reunião institucional com o Presidente da Câmara de Vereadores de Parauapebas, vereador Ivanaldo Braz (PDT), para tratar da sua diplomação e posse. “Um completo absurdo. Mas, um ponto que chama atenção é o fato da suposta decisão possuir a assinatura falsificada da presidente do TRE-PA. Isso é muito grave. Isso é um crime federal e precisa ser apurado pela Polícia Federal. Não podemos aceitar que um ato de tamanha gravidade seja minimizado como fake news”, alertou o vereador”.


Ainda em sua fala, Zacarias dá conta de que as redes sociais foram inundadas com a proliferação da suposta decisão da presidente do TRE pelo grupo de oposição e acusou o vereador Aurélio Goiano de festejar o conteúdo da suposta decisão, inclusive no grupo de WhatsApp dos vereadores. Além disso, segundo Zacarias, a oposição promoveu festa, foguetório na cidade e teria até montado o secretariado do suposto novo governo.

Vereador Zacarias (PP)

 

No encerramento de sua fala, Zacarias fez várias indagações, sendo as seguintes: “1 – Como teve acesso a uma decisão da presidente do TRE de um processo que nem mesmo existe? 2 – Qual motivo do senhor e o nacional Júlio Cesar teriam dado total credibilidade numa suposta decisão de um processo que nem sequer existe perante o Tribunal Regional Eleitoral? Alguém havia lhes prometido algo e por isso vocês acreditaram na decisão com assinatura falsificada? 3 – Qual o motivo que o senhor instantemente tentou agendar reunião com o Presidente da Câmara dos Vereador para tratar da posse do segundo colocado nas Eleições 2020 com base num documento que possui a assinatura falsificada da presidente do TRE? 4 – Tem consciência que tentou dar um golpe no processo democrático municipal querendo utilizar uma suposta decisão com assinatura falsificada da Presidente do TRE para convocar uma reunião com o Presidente do Poder Legislativo municipal para dar posse ilegal ao segundo colocado das eleições 2020? 5 – Conte para a sociedade de Parauapebas e para a Presidente do TRE-PA, Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, todo seu envolvimento com essa trama envolvendo um documento público com a assinatura falsificada da presidente do TRE”.

Vereador Aurélio Goiano se manifesta
No momento de sua fala, nas explicações pessoais, em resposta às denúncias apresentadas, o vereador Aurélio Goiano disse que não se parece com gente com o caráter igual ao do vereador Zacarias Marques. E perguntou ao presidente daquela Casa de Leis, vereador Ivanaldo Braz, se ele tinha ligado para ele para propor reunião com o segundo colocado nas eleições, Júlio César, e este respondeu que sim, Aurélio o convidou para a citada reunião que ele diz não ter se interessado em participar e que em ato contínuo, Aurélio disse que então não faria reunião e iria para uma fazendinha. “Foi só essa nossa conversa. Não sou de leva e traz”, afirmou Ivanaldo Braz, presidente da Câmara Municipal de Parauapebas.

Vereador Aurélio Goiano (PSD)

 

Aurélio Goiano, prosseguiu se dirigindo ao vereador Zacarias Marques: “Lave sua boca para falar meu nome. Eu não sou divulgador de coisas como fazem seus assessores. Respeite o vereador Aurélio Goiano igual estou lhe respeitando. O senhor não é intocável. Quem tem telhado de vidro não deve jogar pedra no telhado dos outros. Quem tem um milhão de processos no Ministério Público é o senhor; quem tem um milhão de empregos e comanda secretaria; e apoia esse governo corrupto que aí está; não sou eu, é vossa excelência”, defendeu-se Aurélio Goiano, no momento de sua resposta.

Quem também falou da falsificação da assinatura da Desembargadora Nadja Guimarães Nascimento, apresentando pedido de providências, foi o vereador Zé do Bode (MDB), solicitando à Mesa Diretora e ao Líder de Governo que mantenham os vereadores informados a respeito dessa suposta falsificação da assinatura da desembargadora. “Isso é caso de Polícia Federal e também de Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Parauapebas para que proceda punição, se caso existir essa ilegalidade”, propõe Zé do Bode.

Vereador Zé do Bode (MDB)

 

Confira abaixo a transmissão da Sessão Ordinária da Câmara de Parauapebas realizada nesta terça-feira (11):

 

veja também