Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Falsos evangélicos “caridosos” são presos por tráfico de drogas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Devido a atitude suspeita foi feita a abordagem em um veículo que trafegava pela Rodovia Transamazônica no Município de Itupiranga detectando que este estava recheado da droga.

Pelo crime de tráfico de drogas e associação ao tráfico foram presos em flagrante delito Wanderson Bastos Salazar, 23 anos; Carlos Alberto Campos, 71 anos; e Marlucia Teixeira Lima, 53 anos.


Os presos se passavam por evangélicos e por pessoas caridosas, que buscavam ajuda para tratamento de saúde de uma pessoa doente, no caso a própria presa Marlucia. Todos foram conduzidos para a Delegacia de Itupiranga onde permanecem autuados em flagrante delito.

Sobre a Rodovia – A grande extensão e a precariedade da Rodovia Transamazônica é um agravante em sua fiscalização, sendo ela a terceira maior rodovia do Brasil, com 4.223 km de comprimento, ligando os Estados da Paraíba e Amazonas, cortando sete estados brasileiros: Paraíba, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará e Amazonas.
É classificada como rodovia transversal. Em grande parte, principalmente no Pará e no Amazonas, a rodovia não é pavimentada.

No maranhão ela passa nos seguintes município: Barão de Grajaú, Balsas, Imperatriz. E dá acesso às capitais Belém (Pará), Palmas (Tocantins), Goiânia (Goiás) e a Brasília, capital federal.

No Pará ela interliga inúmeros municípios: Palestina do Pará; Brejo Grande do Araguaia; São Domingos do Araguaia, e Marabá, onde dá acesso a Parauapebas, Xinguara e a Redenção pela BR-155. Passa ainda em Itupiranga e Novo Repartimento, dando acesso a Tucuruí pela BR-422, Pacajá e Anapu. Alcançando ainda através do Rio Xingu os municípios de Altamira, Brasil Novo, Medicilândia, Uruará, Placas e Rurópolis.
A rodovia é ainda via de acesso para vários municípios.

Publicidade

Veja
Também