Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Falta de remoção de postes provoca atraso na duplicação da Estrada Faruk Salmen

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O diretor da empresa JM Construções, Geraldo Alencar, reclama que está amargando prejuízo nas obras de duplicação da Estrada Faruk Salmen, porque a Celpa não removeu os postes da rede elétrica que se localizam no meio da pista secundária que está sendo construída.

De acordo com o construtor, a empresa dele foi contratada pela mineradora Vale, num convênio celebrado com a Prefeitura de Parauapebas, para executar os serviços de duplicação da estrada municipal, no perímetro compreendido da Delegacia de Polícia Civil até o trevo de Palmares Sul, numa extensão de 8 quilômetros, mas vem encontrando dificuldade para dar continuidade à obra em alguns trechos, por falta do deslocamento dos postes.


Segundo ainda Geraldo Alencar, a empresa JM iniciou os trabalhos de terraplanagem e construção de bueiros e de galerias ao longo do trecho da estrada no dia 29 de maio deste ano, e desde junho a Secretaria Municipal de Obras (Semob) vem cobrando da direção regional da Celpa a execução do serviço, porém, sem nenhuma resposta satisfatória.

Diante das reclamações do empresário, a reportagem entrou em contato com o setor de comunicação da empresa Vale e foi informada que a solicitação para relocação dos postes é de responsabilidade da Semob.

Na Secretaria de Obras, os engenheiros Bruno, Eder e Etiene confirmaram à reportagem que em junho último a prefeitura efetuou o pagamento de R$ 351.427,64 para a Celpa executar os serviços.

Ao receber o pagamento, a Celpa afirmou, em 8 de julho, que executaria os serviços de remoção dos postes da rede elétrica num prazo de 45 dias, mas até o início desta semana os serviços ainda não tinham sido iniciados.

Reportagem: Waldyr Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Arquivo

Publicidade

Veja
Também