Single Posts
Confirmados
21.805
Single Posts
Recuperados

11.263
Single Posts
Óbitos
155

 Publicidade

Faustão lamenta plateia vazia por coronavírus: ‘Terror da humanidade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Faustão lamenta plateia vazia por coronavírus: 'Terror da humanidade

Faustão abriu o seu Domingão do Faustão deste domingo (15) lamentando a ausência de público em seu auditório, uma situação inédita em quase 31 anos do programa na Globo. A decisão partiu da direção da emissora por conta da proliferação do novo coronavírus, que acatou indicações do Ministério da Saúde em não promover eventos com aglomerações de alto número de pessoas.

“Não terá o público aqui, a razão do nosso trabalho. Se não fosse o público aqui, certamente a gente nao estaria aqui e não teríamos os nossos empregos”, disse o apresentador logo na abertura da atração.
Ele mostrou os 400 lugares de seu auditório vazios, ocupados apenas por suas repórteres, e justificou que a decisão em não trazer seus fãs se deu como forma de prevenção e proteção ao seu público.


“O coronavírus, o terror da humanidade em tempos atuais. Quanto maior a informação e a conscientização, mais sera minimizada, diminuída a consequência desse problema que está em todos os continentes, no mundo todo”, avisou.

Faustão também comunicou que o balé deste fim de semana é composto por dançarinas terceirizadas. A bailarina Carol Miarelli, que também atua como repórter da plateia, explicou o motivo.
“Uma das meninas do balé original estava com suspeita [de covid-19] e apresentou sintomas. Por uma questão de prevenção, todas estão de quarentena”, disse. Miarelli não foi dispensada porque não participou dos ensaios desta semana.
Em sua primeira parte, o programa se dedicou à prestação de serviço sobre o coronavírus, e contou com as participações do médico Marcos Antonio Cirilo, membro da Sociedade Brasileira de Infectologia, e do filósofo Mário Sérgio Cortella.

Enquanto o profissional da saúde falou sobre a origem do covid-19 e explicou diversas maneiras de prevenir a transmissão do coronavírus, o filósofo fez um alerta para o comportamento de parte da sociedade, que não tem se atentado à importância das recomendações do Ministério da Saúde e vem frequentando eventos com grandes aglomerações, como os atos pró-Bolsonaro deste domingo.
Cirilo também respondeu a perguntas enviadas por artistas da Globo, que questionaram maneiras de se prevenir do coronavírus. Participaram, por vídeo, Viviane Araújo, Susana Vieira, Zezé Polessa, entre outros.

Publicidade

Veja
Também