Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

FETRAF interdita Estada de Ferro Carajás em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Desde as primeiras horas da manhã deste sábado (15) que militantes da Federação Estadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (FETRAF-PA), interditam a Estrada de Ferro Carajás (EFC) nas proximidades da Ferrovia de Parauapebas, impedindo que trens da mineradora multinacional Vale circulem.

De acordo com os organizadores do manifesto, a ocupação da Estrada de Ferro Carajás se deu pelo fato da Vale e INCRA não ter cumprido um acordo firmado com a FETRAF.


Confira a nota divulgada pela FETRAF-PA:

“Foram feitos acordos escritos e documentados de que a Vale repassaria ao INCRA, áreas de terras que seriam distribuídas aos agricultores da FETRAF-PA. Acontece que a Vale ou INCRA não honraram com as suas partes no acordo, mesmo os trabalhadores tendo rigorosamente honrado suas partes. Assim sendo, a Vale e INCRA deram margem para a quebra do acordo, não deixando outra opção aos trabalhadores, senão, ocupar os trilhos do trem para chamar a atenção das autoridades políticas, do INCRA, ICMBio, Prefeitura, Vale e de toda a sociedade para o fato desta poderosa empresa que nos explora, cria problemas sociais e não honra com seus acordos. Deste modo, reivindicamos em caráter emergencial como condição para que a desocupação dos trilhos ocorra, uma reunião com representantes do alto escalão da Vale, que tenham poder de decisão, superintendente do INCRA, prefeito de Parauapebas e representante do ICMBio, para solucionarmos os problemas referentes às necessidades de assentamento das famílias acampadas”.

 

A Federação Estadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (FETRAF-PA) encaminhou à equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, a pauta que deve ser apresentada em uma futura negociação com a Vale, INCRA, Prefeitura de Parauapebas e ICMBio. Confira abaixo:

01 – Suspensão e arquivamento dos processos judiciais tanto civis, quanto criminais da Vale contra a FETRAF-PA e seus membros;

02 – Descumprimento por parte da Vale/INCRA dos acordos estabelecidos;

(A) Repasse de área indeterminada, insuficiente e comprometidas;

(B) Definição da área e aquisição de mais área para complementação;

(C) INCRA destinar equipe técnica para fazer reconhecimento das áreas;

03 – INCRA e Vale dar celeridade no processo de repasse das referidas áreas;

04 – Prefeitura formalizar processo administrativo e legislativo de repasse da área próximo ao presídio;

05 – ICMBio reafirmar na mesa de negociação o acordo realizado e formalizado, abrindo mãos de áreas para a FETRAF-PA;

Outro lado

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Vale, que afirmou que em breve encaminhará o posicionamento oficial da mineradora sobre a manifestação.

A reportagem também entrou em contato com a Superintendência Regional do INCRA, porém, até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

Por volta das 10h20 deste sábado (15), Asdrubal Bentes, atual Superintendente Regional do INCRA chegou ao local da manifestação e se reúne com uma comissão formada pelos manifestantes. Ainda não há previsão para a liberação da ferrovia.

Reportagem: Bariloche Silva / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também