Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Filho revida agressão contra a mãe e ateia fogo em apartamento no Alto Bonito

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

“Uma bomba relógio”. Assim um morador descreveu a situação do Residencial Alto Bonito, local onde ocorreu mais um incêndio, pondo em risco a população daquele complexo de habitação popular.

O ato ocorrido neste fim de semana aconteceu no apartamento 42 do bloco 35, por volta das 9 horas de domingo (7), deixou em pânico os moradores que controlaram o incêndio com o uso de água das torneiras, carreada com baldes.


Segundo moradores, o residencial conta com sistema de prevenção e combate a incêndios, porém, o mecanismo não está funcionando, o que segundo eles, expõem todos os cerca de 10 mil moradores ao perigo eminente.

Luís Cláudio mora no mesmo bloco onde ocorreu o caso e conta que ao ver o incêndio, os moradores moveram uma força tarefa para debelá-lo.

“Os extintores não funcionam, a água fornecida para alimentar os hidrantes não sobe, e conectores que dão pressão às mangueiras de combate ao incêndio foram roubados por vândalos”, informou Kenedy Modesto, morador do Alto Bonito.

Modesto manda o pedido aos órgãos competentes que resolvam o problema dando condições para que, em casos como este, se tenha condições para se defender.

Incêndio criminoso

De acordo com uma testemunha, cujo nome iremos preservar, o incêndio foi criminoso, feito por um grupo que esteve no apartamento à procura do morador identificado como Rogério Lima, suposto autor de agressão contra sua ex-namorada, Maria da Conceição, fato ocorrido no Bairro Betânia.

De acordo com nosso informante, o filho da mulher agredida, conhecido como “De Belém”, pediu ajuda de alguns comparsas para promover a vingança contra o agressor; mas, como ao chegar ao local, por não encontrar seu alvo, preferiu vingar ateando fogo no apartamento. “Por sorte não tinha ninguém no local, pois, certamente, teria ocorrido morte”, conta a testemunha, dando conta que quando os causadores do incêndio chegaram ao apartamento, Rogério já havia sido procurado no local pela polícia, motivo que ele está foragido.

 

Sehab se manifesta

Através da Assessoria de Comunicação (Ascom), a Secretaria Municipal de Habitação de Parauapebas (Sehab) se manifestou sobre o incêndio, confira abaixo na íntegra:

“Sobre ocorrência em apartamento do Residencial Alto Bonito registrada na manhã de domingo (7), a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) informa que acionou o Corpo de Bombeiros assim que soube do caso no apartamento 42, Bloco 35.
O apartamento tem como beneficiária a senhora Edineide Sousa da Silva.
Segundo moradores próximos ao apartamento incendiado, um desentendimento familiar teria motivado o incêndio.
Sobre os extintores de incêndio, a Sehab informa que os equipamentos estão danificados pelo fato de algumas de suas peças terem sido furtadas. Na época dos furtos, os moradores foram informados de que deveriam registrar Boletim de Ocorrência, a fim de se identificar os responsáveis.
No tocante ao fornecimento de água aos apartamentos, que é feito pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saaep), o serviço encontra-se regular.
A Sehab reforça que tem reunido esforços para resolver problemas no empreendimento e tem disponibilizado, inclusive, equipe técnica com atendimento à comunidade, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. O atendimento é feito no Centro Comunitário do Residencial, que fica localizado na entrada do projeto.
A Sehab lamenta o ocorrido, informa que está acompanhando o caso e apurando as responsabilidades”.

Publicidade

Veja
Também