Foragido da justiça do MA reage à ordem policial e é atingido mortalmente em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O indivíduo Jean Carlos Sousa Sardinha, 28 anos de idade, conhecido por “Bom Malandro”, foragido da justiça do Maranhão, morreu em intervenção policial por volta das 18 horas desta terça-feira (26) ao ser cercado por uma guarnição do Grupo Tático Operacional (GTO), da Polícia Militar, e apontar uma arma de fogo na direção dos policiais.

De acordo com informações da PM, a intervenção aconteceu após a guarnição receber informações de uma comercialização de entorpecente que estaria acontecendo em uma residência localizada na esquina das ruas G1 e 64, no Bairro Ipiranga, em Parauapebas.


A denúncia dava conta que no imóvel havia um indivíduo identificado por Jean Carlos, conhecido no mundo do crime como “Bom Malandro”, com mais quatro indivíduos armados realizando a comercialização e uso de drogas.

Diante das informações, a guarnição do GTO se dirigiu ao local e ao bater à porta da residência um dos militares se deparou com Jean Carlos empunhando uma arma de fogo na direção do mesmo.

Em ato contínuo, ainda segundo os PMs, outro policial que estava por atrás do primeiro atirou em direção do até então desconhecido, revidando a ameaça e salvando a vida do colega de trabalho que estava sob mira da arma.

Com o suspeito atingido, foi chamada uma segunda guarnição, que encaminhou o baleado para o Hospital Municipal de Parauapebas (HMP), mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade de saúde.

 

Ao averiguar o sistema de segurança pública, os policiais descobriram que Jean Carlos era foragido da cidade de Açailândia, no Estado do Maranhão, onde cumpria pena pelo crime de tráfico. Contra ele havia um mandado de prisão desde o ano de 2018, expedido pela vara criminal daquele município.

Ainda de acordo com os policiais militares, eles apreenderam e apresentaram ao delegado plantonista Felipe Oliveira, da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, uma porção de maconha e um revólver calibre 22 com três munições intactas.

veja também