Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

GAMP afirma que Hospital Geral de Parauapebas foi fechado por falta de pagamento

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais uma vez quem necessita dos serviços públicos de saúde em Parauapebas será prejudicado. Na tarde desta quarta-feira (28), a Assessoria de Comunicação do Grupo de Apoio a Medicina Preventiva e a Saúde Pública (GAMP), em comunicado feito à imprensa, afirmou que o Hospital Geral de Parauapebas (HGP), que é gerenciado pela empresa, foi fechado por falta de pagamento.

Confira abaixo a nota divulgada pela assessoria do GAMP:


“Pelo presente, o GAMP – GRUPO DE APOIO A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE PÚBLICA, vem informar a toda imprensa que a partir desta data, o hospital está fechado.
Isto se dá após, incansavelmente, a empresa tentar de maneira administrativa por via de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) junto ao Ministério Público, receber os débitos devidos – há 4 meses – pela prefeitura, que já somam mais de R$ 15.000.00 (quinze milhões de reais).
Sem o pagamento destes débitos, fica inviável e desrespeitoso com a população parauapebense a continuidade dos serviços sem o mínimo de recursos humano, insumos básicos e medicamentos de alta qualidade.
Após, 12 anos de espera é lastimável que a população venha a perder este equipamento de saúde que trouxe alento aqueles que necessitam de hemodiálise, leito de UTI, atendimento materno infantil, atendimento de urgência e emergência, exames de alta tecnologia dentro tantos outros serviços que vem sendo prestado.
Para esclarecer a toda a imprensa e à população, o GAMP solicita uma coletiva amanhã (quinta-feira – 29/12/2016) às 08 horas em frente ao HGP. Na oportunidade a direção nacional da empresa irá se pronunciar.
Diante de todo o exposto sendo a situação de extrema gravidade, aproveitamos a oportunidade de reiterar elevadas estima e considerações”.

Publicidade

Veja
Também