Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Geólogo que descobriu Carajás ministra palestra para professores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os professores de história, ciências e geografia assistiram no último sábado, 27, no auditório da Secretaria Municipal de Educação (Semed), uma palestra ministrada pelo geólogo Breno Augusto, considerado o pioneiro na fantástica descoberta de Carajás.

“A descoberta das reservas de minério de ferro Carajás e seus aspectos influenciadores no desenvolvimento do município de Parauapebas” foi o assunto principal do encontro, que integra uma das ações do Projeto Circuito Mineração, uma iniciativa da Vale, que busca aproximar a mineração do dia a dia das pessoas e da comunidade escolar, a partir da inovação tecnológica e sustentável.


O geólogo narrou a experiência do pouso, realizado há 50 anos, que o levou à descoberta de uma das maiores jazidas de ferro do mundo e mudou para sempre o destino da nossa região. Breno fez uma viagem no tempo e compartilhou com os educadores um acervo fotográfico inédito e muitas informações enriquecedoras sobre Carajás. Para ele, examinar as imagens e voltar a Parauapebas é reviver o passado, o que lhe aflora as emoções.

Na ocasião, o palestrante analisou os principais pontos da descoberta que impulsionou a ocupação da região e respondeu às perguntas dos docentes. Para ele, a educação, de modo geral, precisa avançar e estar com professores é sempre um motivo de alegria e aprendizado.

“Carajás é uma região rica de conhecimento e tem um potencial mineral incontestável. Os professores têm um papel muito importante e desafiador, que é disseminar esse conteúdo, uma vez que são responsáveis por formar toda uma geração”, apontou Breno Augusto..

O Circuito Mineração tem contribuído de diversas maneiras para o ensino nas escolas. Rodas de conversas, exposição de material, visitas à Carajás, entrega de kits de geociências e palestras são algumas das ações do projeto. A coordenadora técnica de Ciências, do Departamento de Ensino dos 3º e 4º ciclos, Margarida de Queiroz, considera “muito relevante passar para nossos alunos essa discussão tão rica. Essas ações são ferramentas pedagógicas para reforçar o aprendizado e a releitura da nossa realidade”.

O secretário-adjunto de Educação, Antonino Brito, participou do evento representando o secretário Raimundo Neto. Ele avaliou o evento como enriquecedor e agradeceu a presença de todos. “Tivemos aqui hoje uma verdadeira aula de história. É muito importante trazer para os formadores de opinião as recordações do passado, presente e as perspectivas para o futuro da nossa cidade, no que se refere à mineração”.

AGREGANDO CONHECIMENTO

Os professores municipais se sentiram honrados com a visita do geólogo, e, com a palestra, puderam adquirir mais conhecimentos sobre a história e geografia da região. “A palestra foi fundamental para a obtenção de novos conhecimentos sobre Parauapebas. Sinto que é preciso criar uma identidade entre nossos alunos, pelo fato de alguns serem oriundos de vários lugares do Brasil”, ponderou o professor de história da Escola Carlos Drummond, Alexandro Xavier.

Unir teoria e prática tem facilitado o aprendizado tanto dos orientadores quanto dos alunos. A professora de geografia Keila Bendelak ressaltou a importância da parceria entre as instituições nos processos de ensino e aprendizagem. “A parceria entre a Vale e a Secretaria de Educação tem nos proporcionado várias visitas à Carajás, para conhecermos in loco os elementos estudados em sala de aula”.

Publicidade

Veja
Também