Publicidade

Governo do Estado implantará quatro Hospitais de Campanha no Pará para atender pacientes da Covid-19

Nesta terça-feira (24), o governador do Estado Helder Barbalho assinou contrato com uma empresa paulista, que atua no setor de infraestrutura e engenharia, para implantar hospitais de campanha que atenderão pacientes com covid-19. Serão instaladas quatro estruturas hospitalares temporárias: uma em Belém (RMB), uma Marabá (região de Carajás), outra em Santarém (região do Tapajós) e uma em Breves (Marajó). Ao todo são 720 leitos a mais sendo ofertados na rede pública de saúde. Cada leito custará, em média, R$5 mil para o Estado.

Em contrato, a empresa apresentou um projeto arquitetônico com base nas normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e demais regulações do Ministério do Trabalho. Nele, a empresa sugere instalar os hospitais de campanha em Centros de Convenções ou estruturas semelhantes. Mas também deixa claro que o projeto pode ser alterado se um outro tipo de espaço for disponibilizado. Os hospitais de campanha devem operar no Pará por 120 dias no mínimo.


“A previsão é de que os hospitais estejam todos prontos e funcionando para atender a nossa população e fazer frente a emergência do combate ao Coronavírus em 20 dias”. Helder Barbalho – chefe do executivo do Pará.

Hospital de Campanha é o termo militar, comumente usado em situações de desastres ou calamidade pública, referindo-se a uma pequena unidade médica móvel, ou mini-hospital, que cuida temporariamente de pacientes antes que possam ser transportados com segurança para instalações permanentes.

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu