Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Grupos culturais promovem eventos no CDC

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Conforme definido diante da polêmica do boato de derrubada do Centro de Desenvolvimento Cultural de Parauapebas (CDC), diversos grupos culturais estão promovendo durante toda a semana eventos culturais no local. Tendo iniciado no domingo (30), o ato dura o dia todo e todos os dias são recheados com oficinas gratuitas de: teatro, danças regionais, grafite, percussão, comunicação para cultura, captação de recursos, literatura, cinema, fotografia, danças contemporâneas etc.

Mas não só de oficina que se faz o #ocupacdc, tem também debates e ótimas atrações como, por exemplo, shows musicais e apresentações de escolas de samba. Entre elas foi a cantora Vanessa Ayres e o cantor Jairo Ueno; e a premiada Escola de Samba Mocidade Independente do Primavera, que se apresentaram no dia 1º, abrindo oficialmente o ato.


A quarta-feira, 2, foi aberta com oficinas. Uma delas ministrada pelo escritor Paulo Reis, que falou de literatura trazendo as orientações aos interessados em lançar livros. Teve ainda, entre elas, oficinas de danças regionais, grafite, artesanato, teatro, cultura educacional e cultura de rua.

Na parte da tarde, a roda foi aberta para o carimbo e capoeira, abrindo os caminhos para o Grupo de Debates, composto por Charles Trocat, Willian Barros e Clodoaldo Sousa, que trataram de cultura, análise consciência, unificar para construir.

No período noturno, o toque final foi dado com shows, um deles foi o grupo Abadá Capoeira; seguido do carimbó trazidos pelos grupos Raízes Parauara e Xuatê.

Já na quinta-feira, 3, o #ocupacdc trouxe uma manhã de oficinas, e depois de uma tarde livre abrirá a noite com um grupo de debates composto por Girlan Pereira, Popó Costa e Vicente Reis, estes debateram sobre os pontos: Qual o papel dos agentes culturais, do Estado e da iniciativa privada na construção da Política Cultural.

Após o debate, os amantes da boa música puderam relembrar os tempos de Palinha Cultural, que foi aberta com quadrilhas do Festival Jeca Tatu, seguidos pelo cantor Ivan Cardoso e após, o animado forró pé de serra; um aquecimento para receber em seguida Vamberto e convidados que animaram o público no palco do CDC.

A sexta-feira, 4, também foi aberta por oficinas gratuitas e a tarde Doddy Amancio trará a palestra sobre Terminologia no Teatro. Ato que será seguido por um Grupo de Debates formado por Djair Oliveira e Maicon Meireles que tratarão sobre o tema qual o papel da juventude na construção da política cultural.
A noite de sexta-feira também será aberta por um Grupo de Debates composto por Faisal Salmen, Chico Brito e Madson Carvalho. Na oportunidade os pioneiros tratarão do tema uma história que ainda precisa ser escrita.
Logo depois, às 19 horas, as cortinas se abrem para a “socorro quer casar”, peça teatral. E enquanto se troca o cenário para entrar “o monólogo sonho de infância”, acontecerá a sessão de cinema do CasaLab.

O teatro continua e entre uma peça e outra mais apresentações. Uma delas é do Stúdio Ághap que trará ao palco duas apresentações, dança de salão e dança contemporânea, respectivamente. Entre os dois atos, “espeto e graveto” sobe ao palco e dá um show teatral.

Assim a noite de sexta-feira se despede com os shows de Raquel Sá e Beto de Mayo.

O sábado não poderia ser menos radical, por isto após a manhã de oficinas, a tarde tem espaço garantido para apresentação de Bike Flatand e ainda skate rock.

Às 16 horas, Maicon Meireles e Ivan Oliveira entram em cena formando um Grupo de Debates que discutirão o tema Sistema Municipal de Cultura; em seguida, Gutemberg Bezerra e Suely Guilherme debatem o tema cultura e cultura política no século XXI.

A noite de sábado também iniciará radial com a batalha de B. Boys do Parauabreak; apresentação de Freestep; batalha de MC’s, free style; shows de rap com Willian Barros e Diamante; fechando a noite com a apresentação da Banda Os Presidentes.

No domingo, 6, o #ocupacdc será encerrado, e nada melhor do que se despedir com uma manhã lúdica. Por isto as oficinas pela manhã trarão ciranda infantil com o grupo Kriô de Teatro; além de pinturas, brincadeiras, teatro, literatura, leitura, danças e rodas de ciranda.
À tarde tem Grupo de Debate, formado por Sandra Sú, Zé Luiz e Rebeca Valquíria, que trarão como assuntos Quem somos? O que queremos? e Para onde vamos?

À noite, a brincadeira acaba e o rock toma conta do espaço com a bandas: Caramujo, Dioxana, Sem Nome, Rise Above, FSM, D. P. A., e Surra.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também