Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Homem arranca coração de travesti após relação sexual

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um homem de 20 anos foi preso em Campinas após confessar ter matado uma travesti e arrancar o coração da vítima. O órgão foi encontrado enrolado em um pano e escondido debaixo de um armário na casa do suspeito.

Caio de Oliveira declarou ter tido relações sexuais com a vítima antes de matá-la. Na saída da delegacia, o agressor deu depoimento aos jornalistas sorrindo e disse que a travesti “era um demônio”.


As informações divulgadas sobre a travesti é que seu nome de registro é Genilson José da Silva e ela tinha 35 anos. O caso foi descoberto após Caio confessar o crime para policiais na rua.

Segundo ONG Transgender Europe, o Brasil é o país onde mais se matam de travestis e transexuais no mundo. Foram 868 homicídios nos últimos oito anos.

Publicidade

Veja
Também