Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Homem se “acorrenta” em condomínio durante manifestação contra a construtora Amec

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Durante o final da tarde desta segunda-feira (9), vários moradores do Condomínio Amec Ville Jacarandá, que fica localizado em Parauapebas, realizaram uma manifestação para chamar a atenção de diretores da Construtora Amec e da imprensa sobre uma série de irregularidades que segundo os manifestantes estão acontecendo no local.

Um morador identificado como Marcos Amorim, chegou a se “acorrentar” durante a manifestação e pediu providências urgentes da diretoria da Construtora Amec em relação a vários casos que estão acontecendo no local, entre eles, a falta de segurança. “Quando compramos essas casas, a Amec nos fez várias promessas, porém, nem se quer temos uma segurança de qualidade, tendo em vista que depois de dois meses que mudei para cá, a minha casa já foi alvo de bandidos”, disse.


Duas eleições e dois síndicos

Outro assunto que é pauta da manifestação dos moradores, é que segundo eles, representantes da Amec Construtora não estão aceitando o resultado de uma eleição de escolha de síndico que foi realizada no dia 29 de outubro, onde na oportunidade Cirlene Pinheiro foi eleita pela grande maioria dos moradores do condomínio.

Em declarações prestadas à reportagem do Portal Pebinha de Açúcar, Cirlene Pinheiro detalhou a confusão: “Acontece que o Condomínio Amec Ville já passou por uma administração de síndico imposta pela Construtora Amec e ele nunca prestou contas com os moradores e a antiga administração não faz mais parte desse processo, porém, ao sair, impuseram que outra Síndica indicada por eles assumisse o cargo, e aí começou toda a confusão. A Construtora Amec está querendo que uma Síndica que não foi eleita pelos moradores fique no cargo, porém, em eleição realizada no final do mês de outubro, eu fui eleita pela maioria dos moradores do condomínio para exercer a função de síndica”, detalha Cirlene.

Ainda de acordo com Cirlene Pinheiro, hoje, o Condomínio Amec Ville conta com duas síndicas, uma eleita em eleição realizada no dia 29 de outubro, onde mais de 100 moradores votaram, e outra eleita numa segunda eleição que foi realizada com o apoio da Construtora Amec no dia 30 de outubro, onde na oportunidade poucas pessoas compareceram e a maioria dos votos veio da Construtora Amec. “Nesta segunda eleição a Síndica imposta pela Amec foi eleita, sendo 64 votos da construtora e 16 dos moradores”, relata Cirlene, que disse à reportagem do Pebinha de Açúcar que uma comissão procurou a Construtora Amec para reclamar da segunda eleição e por sua vez a empresa disse que iria convencer a Síndica eleita na segunda eleição para desistir do processo, “porém, até agora nada aconteceu e estamos aqui lutando por nossos direitos”, finalizou.

Segundo informações repassadas à equipe do Pebinha de Açúcar pelos manifestantes, o Síndico anterior que cuidada do Condomínio Amec Ville deixou uma dívida superior a R$ 30 mil e há quase dois meses a empresa de segurança, jardinagem e outros serviços essenciais como energia elétrica, estão com os pagamentos atrasados, inclusive, os moradores estão recolhendo alimentos não perecíveis para montarem cestas básicas para serem distribuídas para seguranças que estão sem receber seus salários.

Cirlene Pinheiro - Síndica eleita pela maioria dos moradores
Cirlene Pinheiro – Síndica eleita pela maioria dos moradores

Problemas no projeto

Apesar de cada morador pagar todos os meses a taxa de R$ 80,00 de condomínio, os populares reclamam de uma série de erros em projetos do Condomínio Amec Ville, entre eles: Rachaduras em casas, sistema de esgoto defeituoso, asfalto de péssima qualidade, falta de segurança, entre outros.

Outro lado

Na manhã desta terça-feira (10), nossa equipe de reportagem se deslocou até o escritório da Construtora Amec e conversou com Ulisses Brasil, atual Diretor Comercial do empreendimento. Ulisses comentou sobre a manifestação e disse. “Queremos deixar bem claro que a Construtora Amec não tem nenhum interesse por candidato “A” ou “B” nas duas eleições que foram realizadas. Só temos interesse que o processo seja feito da forma correta e com legalidade, até porque o Síndico anterior baixou o edital da eleição e marcou como deveria ser, porém, uma outra eleição foi realizada e neste caso temos duas eleições e duas síndicas respectivamente. Se for o caso, para tirar esse desconforto, que se faça outra eleição ou que se ache a forma de se resolver o problema. Só queremos a qualidade do empreendimento e que nossos clientes morem bem. Não queremos interferir nessa decisão de escolha de síndico, isso cabe aos condôminos e não à Construtora”, relatou Ulisses.

Ulisses Brasil - Diretor Comercial da Construtora Amec
Ulisses Brasil – Diretor Comercial da Construtora Amec

Sobre as acusações de dívidas superiores a R$ 30 mil, o representante da Construtora Amec disse que o Síndico anterior está munido de documentações para prestar contas e acha que isso não ocorreu.

Finalizando a entrevista concedida ao Pebinha de Açúcar, Ulisses comentou sobre a decisão de um morador se “acorrentar” durante a manifestação realizada nesta segunda-feira (9). “Cada um tem a liberdade de expressar o que sente. Essa pessoa que se acorrentou, achou que essa seria a forma correta de se manifestar e respeitamos o manifesto. Nossa diretoria já se reuniu e estamos com a intenção de esclarecer tudo aos condôminos para que todo esse impasse seja resolvido o mais breve possível, até porque isso não é bom para a imagem da empresa e com certeza repercute negativamente. Respeitamos as formas de expressão das pessoas, mas não achamos que isso condiz com a realidade de nossa empresa”, finalizou Ulisses Brasil.

Reportagem: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também