Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Homicida dá bobeira e é capturado pelo ex-patrão em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um crime ocorrido na Vicinal Serra do Cedro, em 23 de julho do ano passado, 2018, quando Antônio Barbosa, 42 anos de idade, disparou uma arma de fogo contra sua vítima, Edson de Sousa, que tornou seu desafeto após discussão envolvendo bebida alcoólica. De acordo com o confessado pelo acusado, o disparo foi feito de forma covarde, pelo fato de ter sido feito pelas costas e a pessoa estar desarmada.

Após cometer o ato criminoso, Antônio Barbosa fugiu, descartando a arma no Rio Itacaiúnas. De acordo com o agressor, sua mãe o aconselhou a se entregar à polícia, e ele até chegou a ir na delegacia, mas, desistiu por medo.


Mesmo com o passar do tempo, Antônio Barbosa continuava livre, porém, tendo contra ele um mandado de prisão em aberto. Mas, não foi a polícia quem o encontrou para dar cumprimento à ordem do juiz, mas, sim, seu ex-patrão, que ao vê-lo na rotatória do Bairro Tropical, em Parauapebas, por volta das 21h00 de domingo (17), juntou-se a outros populares, enquanto acionava a Guarda Municipal que fez sua prisão e o apresentou na 20ª Secional de Polícia Civil de Parauapebas.

No ato da prisão, o acusado estava sem documentação, porém, ao chegar na delegacia confirmou ser o mesmo contra quem havia o mandado de prisão. De pronto, foi comunicado ao juiz o cumprimento do mandado e já pedido sua prisão preventiva.

O delegado plantonista Nelson Alves Júnior, foi quem recebeu a apresentação do preso. “Levamos o elemento para o procedimento de praxe de corpo delito, ouvimos a mãe da vítima, com a qual pegamos cópia da certidão de óbito”, afirmou o delegado, esclarecendo que agora seguem os trâmites normais do inquérito para que o preso, de acordo com o decidido pela Justiça, sofra a devida punição pelo crime de homicídio previsto no Artigo 121 do Código Penal.

Publicidade

Veja
Também