Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Hospital 5 de Outubro oferece oportunidade de trabalho para PCDs

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Foto: Pró-Saúde

O Hospital 5 de Outubro em Canaã dos Carajás (PA), gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar está atento a necessidade de garantir a inclusão de Pessoas com Deficiência (PCD) no mercado de trabalho. Empresas e profissionais precisam superar uma serie de desafios, e isto envolve aspectos como infraestrutura adequada, inserção dos profissionais no ambiente de trabalho e a própria qualificação deste trabalhador.

A unidade tem conseguido vencer os obstáculos e gerar oportunidade de trabalho para este público. Interessados devem acessar o site da Pró-Saúde (http://www.prosaude.org.br/) e selecionar o menu “Trabalhe Conosco”. A entidade utiliza o Vagas.com para seleção, ferramenta externa reconhecida e que proporciona transparência ao processo.


O auxiliar de jardinagem do HCO, Cosme Pereira, PCD que trabalha na Unidade há três anos, relatou que quando começou a trabalhar na instituição, se sentiu bastante acolhido. “O hospital abraça essa causa, e eu gosto disso. Aqui eles passam todas as instruções para gente e para os outros colaboradores trabalharem”, disse.

Outra profissional PCD que também se sentiu acolhida, foi a auxiliar de gestão de pessoas Ana Cristina Reis que atua no hospital há quatro meses. Satisfeita com o seu emprego, a colaboradora comentou que não é fácil a inserção de PCDs nas empresas. “Eu me sinto muito feliz pela oportunidade de trabalhar no Hospital 5 de Outubro, pois além da oportunidade a instituição também desenvolve esses profissionais, e nos da todo o suporte para executarmos o nosso trabalho”, comentou.

A analista de Gestão de Pessoas do HCO Patricia Oliveira, pontuou que a Unidade sempre realiza iniciativas para incluir pessoas com deficiência na instituição e que da suporte aos que já atuam no Hospital. “Todo mês realizamos ações para captação de candidatos PCD´S, tais como: divulgação em canais de comunicação, busca de currículos, entrevista com candidatos e envio ofícios para instituições de ensino informando o recebimento de currículos”, explicou.

Mensalmente os colaboradores PCD´S que já estão na instituição são acompanhados pelo gestor de sua área, para verificar a necessidade de eventuais adaptações. Um exemplo foi o caso da colaboradora Ana Cristina, quando a Unidade identificou a dificuldade de mobilidade dela dentro da instituição e realizou as adaptações necessárias, como rampas nas calçadas. “Essa metodologia é necessária, para que os gestores entendam que o apoio é fundamental para que o colaborador se sinta incluído e produtivo em suas atividades”, comentou. “Aqui, respeitamos a particularidade e de cada um”, ressalta o diretor hospitalar do HCO Marcos Silveira.

O Brasil possui mais de 45 milhões de Pessoas com Deficiência (PCDs), o que representa cerca de 24% da população, conforme o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Porém, no mercado de trabalho elas são apenas 0,9% do total de carteiras assinadas. E segundo dados de 2016 do Ministério do Trabalho, 418,5 mil PCDs estavam empregadas no Brasil, número 3,8% maior do que o registrado em 2015. Esse contingente vem crescendo ano a ano, mas quem tem alguma deficiência ainda encontra muitas barreiras para conseguir trabalhar.

Publicidade

Veja
Também