Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Hospital Geral de Parauapebas (HGP) fica sem energia elétrica por várias horas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Após total falta de energia elétrica registrada às 11 horas desta segunda-feira (30) na casa de saúde pública do município, foi gerado um impasse no Hospital Geral de Parauapebas (HGP) Evaldo Benevides.

No primeiro momento, esperava -se que fosse um mero blecaute que para tais circunstâncias o grupo gerador do HGP acionaria e atenderia à falta de eletricidade. No entanto, tratava-se de algo mais sério e o tempo de se trazer a resolução perdurou até as 19h45, quando a energia foi restabelecida.


Durante o período em que a unidade de saúde ficou sem energia elétrica, diversos pacientes foram removidos, alguns por iniciativa dos familiares, outros pela Secretaria Municipal de Saúde. Após pôr fim à falta de eletricidade, o diretor do HGP, Israel Correia Pereira, conversou com a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar e detalhou a situação.

De acordo com Israel Pereira, o ocorrido é ainda algo a ser investigado e até os engenheiros ainda buscam a planta elétrica para compreender a complexidade do sistema. “Neste momento foi feito algo para retornar a eletricidade, mas ainda não significa que o problema esteja solucionado”, admite Israel, planejando que a partir de agora é que ele vai iniciar os trabalhos para identificar o que de fato aconteceu para se fazer os reparos necessários. Em avaliação preliminar, o diretor diz tratar-se de problemas estruturais originados na concepção da obra cujas consequências agora são sentidas.

 

Medidas emergenciais – Conforme informações repassadas à nossa equipe de reportagens pela direção do HGP, durante o período de interrupção no fornecimento elétrico os pacientes mais críticos de HTI e UCI foram transferidos para o Pronto Socorro, onde foram adaptadas salas com todos os equipamentos (ventiladores, respiradores etc) necessários para manter os pacientes estabilizados com conforto e em segurança.

“A preocupação agora era com pacientes aguardando cirurgias ou no pós-operatório, mas com o restabelecimento da energia tudo volta ao normal. Apesar de todos os transtornos, conseguimos administrar sem pôr em risco nenhum paciente”, conclui Israel, planejando que agora será possível atender às urgências e emergências que aparecerem.

Reportagem: Francesco Costa | Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também