Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Hospital Regional de Marabá aproxima, de forma virtual, mães e filhos recém-nascidos durante internação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Uma iniciativa da direção do Hospital Regional Público do Sudeste Doutor Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, está mantendo a proximidade entre mães e filhos recém-nascidos internados por conta do novo coronavírus. Em videochamadas, realizadas desde o Dia das Mães, no último domingo (10), os bebês em tratamento intensivo recebem essa “visita online” que ajuda a reforçar os laços familiares.

A chamada por vídeo ainda garante que as mães continuem acompanhando a evolução da saúde dos pequenos ao mesmo tempo em que alivia a saudade.


Números – Até a tarde desta terça (13), o Hospital Regional do Sudeste do Pará, em Marabá, realizou 45 atendimentos de pacientes regulados pela SESPA com suspeitas de Covid-19. Desse total, cinco testaram negativo e 15 ainda aguardam resultado dos exames. Dos 25 pacientes confirmados para a doença, 12 receberam alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foram encaminhados ao Hospital de Campanha para dar continuidade ao tratamento. Dois receberam alta e foram liberados para as suas residências e onze evoluíram a óbito.

“Em meio à pandemia, estamos desenvolvendo inúmeras ações para amenizar tanto o sofrimento das pessoas acometidas pela doença, como de seus familiares”, explica Flavia Fernandes, analista de Humanização do HRSP.

Diariamente, os pacientes recebem cartinhas de apoio, fé e esperança, que visam elevar a autoestima. Além disso, o setor psicossocial do hospital atualiza, todos os dias, o estado de saúde dos pacientes para seus familiares.

O secretário de Estado de Saúde Pública (Sespa), Alberto Beltrame, confirma que esse contato, ainda que virtual, é extremamente importante para o desenvolvimento da criança e do seu sistema neuropsicomotor. “A interação entre mãe e filho, a troca de olhares, de afeto, de carinho é muito importante, principalmente no momento de grande dificuldade que nós vivemos da pandemia, que tem afastado mães e filhos. É de se saudar a iniciativa da Sespa e do Hospital Regional de Marabá, que através da tecnologia aproxima e garante o calor humano”, reconhece o gestor.

Publicidade

Veja
Também