IBGE realiza reunião de planejamento do Censo 2021

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O IBGE realizou, nesta quarta-feira (3), a terceira Reunião de Planejamento e Acompanhamento do Censo (REPAC), em Belém (PA). O evento serviu para retomar as discussões em torno da organização do Censo Demográfico 2021 junto a parceiros que já haviam manifestado apoio ao IBGE nas reuniões anteriores, em 2020, antes da pandemia causada pelo novo coronavírus. Ao todo, foram mais de 100 participantes, entre convidados, coordenadores estaduais do Censo 2021, além de servidores da Unidade Estadual do IBGE no Pará. Lideranças estaduais e municipais presentes no evento declararam apoio ao IBGE e se colocaram à disposição do órgão.
Durante o encontro, dessa vez virtual, a coordenação do Censo Demográfico no Pará reforçou a importância dos parceiros no enfrentamento aos desafios impostos pela pandemia, para que seja possível o recenseamento completo e seguro da população. De acordo com o calendário definido pelo IBGE, a coleta está prevista para os meses de agosto, setembro e outubro. O chefe da unidade estadual do Pará, Rony Helder Cordeiro, foi responsável pela abertura do evento e garantiu que todas as medidas de segurança estão sendo providenciadas, como a aquisição de álcool em gel, máscaras e demais materiais de proteção individual. “Torcemos para, até agosto, estarmos com pelo menos parte da equipe vacinada. Mas sabemos que há todo um cronograma organizado pelos órgãos oficiais de saúde para vacinar a população brasileira que precisa ser respeitado”, lembrou.
A reunião foi intermediada pela coordenadora operacional do Censo no Pará, Bárbara Padilha, que lembrou que a pesquisa é “necessária para que a sociedade conheça sua realidade. Especialmente, num momento de crise!”. Dando continuidade, o coordenador técnico do Censo, Luiz Cláudio Martins, reforçou que é essencial dar transparência à organização do Censo. “A pesquisa é pensada para visitar 71 milhões de domicílios em todos os municípios do Brasil. É a maior cobertura de território feita por uma pesquisa no país. E é por isso que precisamos reunir experiências e opiniões junto aos parceiros para garantir que tudo seja realizado conforme o planejado e os resultados entregues sejam precisos”, disse Luiz Cláudio.
O Censo fornece informações sobre as condições de vida das pessoas, reunindo dados sobre quem são, onde e como vivem, quanto ganham, entre outras. Os dados levantados são utilizados por instituições públicas e privadas e servem de base para a elaboração de políticas públicas, em várias áreas como saúde e educação. “Nós temos um plano de erradicação do analfabetismo no município de Belém e os dados do IBGE são essenciais para direcionar nossa atuação”, comentou o representante da Secretaria de Educação de Belém, Antônio Souza Paracampo.
O professor Márcio Ponte, um dos diretores da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisa (Fapespa), também reconheceu a dimensão do Censo: “não conhecemos estudo maior e mais importante para o país do que o Censo”. Assim como o representante da Fapespa, o representante da Secretaria de Planejamento e Gestão do município de Belém (Segep), Luiz Flávio Carvalho, comprometeu-se a auxiliar o IBGE disponibilizando estrutura para o treinamento dos seus agentes censitários.
Outros parceiros importantes como a Secretaria de Cultura, representada por sua titular Úrsula Vidal, o Sindicato dos Condomínios do Pará, representado por Débora Bezerra e a liderança indígena Ronaldo Amanayé também estiverem na reunião, reforçando o comprometimento coletivo com a realização da operação censitária.
 
Processo Seletivo
Durante a reunião, a coordenação estadual do censo informou aos parceiros que continuam abertas as inscrições para o último Processo Seletivo Simplificado do IBGE antes do censo. Até o dia 15 de março podem se inscrever os candidatos interessados nos cargos de Agente Censitário Municipal (ACM) e Agente Censitário Supervisor (ACS). Já os interessados em trabalhar como recenseadores têm até o dia 19 para se inscrever.
A contratação de novos agentes censitários começa ainda em maio, quando serão iniciados treinamentos nas modalidades on-line e presencial. “Em 2020, mesmo com a pandemia, o IBGE não parou de fazer pesquisa. E aprendemos a trabalhar garantindo a segurança, tanto das nossas equipes, como dos nossos informantes. Com base na nossa experiência acumulada em 2020 e nas boas práticas nacionais e internacionais, temos a certeza de que realizaremos todas as etapas da operação censitária com o mesmo nível de segurança e qualidade”, informou  o chefe do IBGE no Pará, Helder Cordeiro. As inscrições podem ser feitas no site da organizadora do concurso: https://www.cebraspe.org.br/.

0

Publicidade

veja também