Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Identificado homem que morreu carbonizado dentro do carro no bairro Cidade Jardim

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Foi identificado o corpo do homem que morreu carbonizado na madrugada do sábado de aleluia (20), no bairro Cidade Jardim, em Parauapebas. Trata-se de Jeferson Lailson Ferreira Lima Costa, de 31 anos, natural de Caxias (MA).

A Polícia Civil chegou até a identidade da vítima após procurar a antiga proprietária do veículo Siena de placa NSR-4042 – Tucuruí (PA). A mulher, que preferimos não identificar nesta reportagem, informou que havia vendido o veículo para Jeferson Lailson e sabia onde ele residia. Chegando lá, a polícia encontrou a esposa dele, que informou que a vítima havia saído no dia anterior na companhia de um amigo.


 

Veículo que foi consumido pelo incêndio, juntamente o corpo de Jeferson

Os investigadores chegaram ao amigo da vítima, que por sua vez revelou que ele e Jeferson haviam ingerido várias cervejas quando realizavam um trabalho na zona rural da cidade e posteriormente seguiram até o “Bar Prime” quando Jeferson se retirou do local sozinho tomando rumo ignorado.

Segundo os familiares, a vítima não possuía nenhuma familiar ou conhecido nas imediações do local onde ocorreu o sinistro, bem como afirmaram que ele não era usuário de entorpecentes.

RELEMBRE O CASO

A tragédia foi registrada na rua D9, Quadra 98, em frente ao Lote 03, aos fundos do Banco Banpará, no bairro Cidade Jardim. Tanto o carro como o motorista foram totalmente consumidos pelo intenso incêndio.

Corpo ficou irreconhecível

 

Conforme o investigador da Polícia Civil, Valmir Sousa Franco, a polícia soube que a vítima estava há alguns minutos buzinando o veículo quando o mesmo já estava pegando fogo. “Tudo indica que as portas estavam travadas e ele não tenha conseguido sair de dentro do veículo, pegando fogo junto com o carro. Somente os exames periciais para identificarem se a vítima estava embriagada ou não, ou se foi vítima de algum ato criminoso”, ressaltou o policial.

Publicidade

Veja
Também