Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Indústria paraense cresceu 2,6% em maio, segundo Informe técnico da Fapespa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A análise é do Informe Técnico da Indústria elaborado pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa).

O resultado repetiu a dinâmica expansionista de 2014 para os cinco primeiros meses do ano. No mês de maio, o saldo positivo foi liderado pela indústria Extrativa Mineral que registrou expansão da produção de 4,5% em função do aumento da produção de minério de ferro, apesar do preço da tonelada dessa commodity (mercadoria) estar em baixa no mercado.


O Pará também alcançou o segundo melhor desempenho entre os estados, ficando atrás somente do Espírito Santo que registrou uma variação de 14,1% em comparação a maio do ano anterior. Esses estados foram os únicos que obtiveram variação positiva da produção industrial brasileira para maio deste ano, quando o resultado da indústria nacional encerrou o período contabilizando uma queda de 8,8%.

Empregos – Apesar de registrar variação negativa na produção (-4,2%), a Indústria de Transformação apresentou, em maio, saldo positivo em empregos nos segmentos industrial químico (farmacêutico e perfumaria) e industrial mecânico, que encerraram o período com 189 e 81 novos postos de trabalho, respectivamente. O comportamento negativo da Indústria de Transformação paraense neste ano tem refletido os efeitos da atual conjuntura econômica do país, marcada pelos reajustes de preços, ajustes fiscais, entre outros fatores decisivos para o consumo.

Já a Indústria Extrativa Mineral encerrou maio com um superávit de 173 empregos no estoque de trabalhadores, situação contrária ao mês de abril de 2015, quando foi contabilizado saldo negativo de 21 empregos com carteira assinada.

O Informe Técnico da Produção Industrial paraense, produzido pela Fapespa, é elaborado a partir dos resultados da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com uma análise do comportamento da indústria paraense no mês de abril de 2015, baseada no resultado do Índice de Produção Física Industrial, desagregado por setor, além de outras informações afins.

Para Ler o Informe Técnico da Indústria na íntegra, Clique aqui.

Reportagem: Helen Barata

Publicidade

Veja
Também