INVERNO AMAZÔNICO: Cerca de 50 famílias já foram atendidas pela Defesa Civil de Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A gestão municipal prioriza a segurança e o bem-estar da população. Por isso, a Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), por meio da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, segue no monitoramento das áreas de risco e no atendimento 24 horas das vítimas por desastres causados pelas chuvas intensas no município.

Nos dois últimos dias, 20 e 21, a Defesa Civil já atendeu cerca de 50 famílias atingidas por deslizamentos e pela inundação do Rio Parauapebas, que teve seu nível elevado para mais de nove metros – cinco metros acima do normal. Algumas famílias foram levadas para abrigo de passagem em escola e, outras, para casas de amigos e parentes.


“Já estávamos acompanhando essas famílias desde o início da semana passada. E agora, estamos atendendo todo mundo da melhor forma possível. É necessário que as pessoas guardem sua documentação em uma pasta segura, bem protegida e impermeável, e tenha sempre em mãos o nosso contato”, orienta o coordenador da Defesa Civil, Jailson Sousa.

Além do monitoramento das áreas, a Defesa Civil também atua na prevenção. Assim, na última quinta-feira, 18, o órgão notificou os moradores da rua Olga Prestes, divisa com os bairros Nova Vida e Guanabara, para deixarem suas residências devido ao grave risco de deslizamento do morro da localidade.

Em Parauapebas, existem 94 áreas de risco, entre inundação, deslizamentos e alagamentos. Destas, 61 são de deslizamentos. Assim, a prefeitura oferece abrigo provisório, seguindo os protocolos sanitários contra o novo coronavírus, e aluguel eventual, para as famílias das áreas de risco.

Pontes interditadas
Por medida de segurança, as duas pontes que ligam os bairros Liberdade e União foram interditadas pela Defesa Civil, no sábado, 20. A via alternativa de entrada e saída do bairro Liberdade é pela rua Perimetral Norte.

 

veja também