Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Irmã Teca assume vaga na Câmara de Vereadores e chora durante discurso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Durante a Sessão Ordinária realizada na tarde desta terça-feira (15) na Câmara Municipal de Parauapebas, Terezinha de Jesus Gonçalves dos Santos (Irmã Teca) assumiu o cargo de vereadora naquela Casa de Leis. Teca que é ex-titular da Secretaria Municipal da Mulher de Parauapebas (SEMMU) assumiu a vaga devido ao afastamento da vereadora Irmã Luzinete (PV).

Em um discurso morno e com tom emotivo, Terezinha de Jesus disse que não assume a vaga como oposição e nem como base aliada ao Governo do Prefeito Valmir Mariano. “Cheguei agora e primeiro vou conhecer o processo para depois decidir se serei da base de governo ou oposição à atual gestão”, disse.


Irmã Teca, durante o seu pronunciamento afirmou que a cidade de Parauapebas passa por um desastre e que as vítimas estão nas escolas, postos de saúde e em vários bairros do município. “Nossos governantes estão em uma guerra e quando essa guerra terminar, as coisas vão começar a fluir em Parauapebas. Não importa se passarei aqui uma semana ou um ano, porém quero deixar um legado de boas ações nesta Casa de Leis e como mãe e mulher, assumo um compromisso com o povo de Parauapebas. Infelizmente existem pessoas que que estão blasfemando com o nome do nosso Senhor Jesus, porém, saibam que nem todos somos iguais. Tenham cuidado. Não caí de paraquedas neste lugar, existe um propósito. Várias pessoas batiam no peito e afirmavam que eu não iria assumir esta vaga, nem que seja por um dia, mas Deus me honrou”, afirmou a vereadora Irmã Teca (PV) durante o seu discurso de posse.

Entenda o afastamento

Cinco vereadores acusados de corrupção foram afastados do cargo por decisão judicial em Parauapebas. São eles: Josineto Feitosa (SDD), Devanir Martins (SDD), José Arenes (PT), Major da Mactra (PSDB) e Luzinete Rosa Batista (PV).

O afastamento é resultado de uma investigação do Ministério Público do Pará (MPPA) que desmontou um esquema de corrupção dentro da Câmara Municipal de Parauapebas. De acordo com a promotoria de justiça, contratos de compra de alimentos e locação de veículos para a câmera foram superfaturados nos anos de 2013 e 2014.

Vereadores e empresários do município estariam envolvidos no esquema de fraudes que pode ultrapassar o valor de R$ 1,3 milhão, segundo as investigações do MPPA. Com o a decisão da justiça, os vereadores afastados estão proibidos de frequentar órgãos públicos e de deixar o município sem autorização da justiça.

Novos vereadores

Antônio Massud (PTB) para o lugar de Major da Mactra;
Joelma Leite (PT), para o lugar de José Arenes;
Irmã Teca (PV), para o lugar de Luzinete;
Zacarias Assunção (PP), para o lugar de Devanir Martins
Ivaniti José da Silva (Barrão), do PSDC , para o lugar de Josineto Feitosa

Reportagem: Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também