Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Jornalista Salém aguarda tratamento específico no Regional de Conceição

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Encaminhado do Hospital Municipal de Eldorado dos Carajás na madrugada de quinta-feira dia 16, o jornalista José Salém Campos está até hoje completando 4 dias em estado grave aguardando o início do tratamento específico para a patologia já diagnosticada. Segundo equipe médica e laudos de exames clínicos e laboratoriais Salém está com Leishmaniose ou como é popularmente difundida, calazar, uma doença transmitida pelo mosquito-palha.

Apesar de toda documentação médica e do encaminhamento de emergência entregues ao Hospital Regional de Conceição do Araguaia (HRCA), unidade de saúde regional que recebeu Salém, o tratamento específico ainda não foi iniciado. Segundo familiares o Hospital Regional alegou que só iniciará o tratamento depois que saírem resultados de exames feitos na unidade desconsiderando toda documentação médica já enviada pelo Hospital de Eldorado dos Carajás.


O caso se complica ainda mais porque segundo o acompanhante de Salém ele está tendo contínuas altas de temperatura corporal, febres tão altas que beiram os 40 Cº e para piorar o Regional de Conceição informou que só iniciará o tratamento quando o resultado em documento (físico-papel) chegar na unidade, ao que parece estranho no mundo digital, mas segundo informações só depois dessa espera é que o médico responsável tomará providências.
Enquanto isso desde que o jornalista Salem chegou ao hospital de Conceição, já completam 05 longos dias de sucessivas recaídas.
Durante esse tempo entre febres e fortes sintomas do Calazar, o jornalista recebe atendimento de rotina e visitas de médicos que dizem não ter autorização para iniciar o tratamento.

Para finalizar, repetimos, o estado de saúde de Salem é grave e a vida pede passagem, enquanto o tempo passa e os médicos aguardam a direção do Regional de Conceição do Araguaia, nosso companheiro Salem, no leito daquela unidade de saúde espera pelo socorro que vem a passos lentos.

Publicidade

Veja
Também