Publicidade

Jovem continua desaparecida em Parauapebas

Desaparecida desde o dia 11 deste mês, Jaqueline Santana da Silva é motivo de preocupação para sua família. O caso foi relatado à nossa equipe de reportagens pela mãe da desaparecida, dona Carla Santana da Silva, que contou ter passado o dia com a filha em um balneário, a deixando depois na casa do ex-marido, com quem ela procurava fazer a reconciliação.

A última vez que Jaqueline foi vista pela mãe foi naquele dia, um domingo, e só teve notícias através do “genro”, Antônio, conhecido como “Toninho”, que trabalha como motorista de ônibus de transporte escolar em Parauapebas.


“Eles moravam juntos há apenas dois meses e já tinham se separado”, conta Carla, detalhando que no dia seguinte, segunda-feira (12), “Toninho” foi à sua casa perguntando por sua filha, contando que na tentativa de reconciliação haviam brigado de novo, e ela teria saído dizendo que iria beber.

De acordo com o narrado por “Toninho” à mãe de Jaqueline, ele ainda pediu para que ela não saísse naquela hora da noite pois estava usando joias e poderia ser atrativo para assaltantes, porém, ainda segundo ele, a mulher, por estar zangada não lhe deu ouvidos.

Carla falou também à nossa equipe de reportagens que na quarta-feira, dia 14, foi à casa de “Toninho” para saber notícias da filha, mas, este disse não saber de seu paradeiro. Foi quando ela diz ter procurado nas câmeras que ficam nas proximidades da casa de Toninho e ido à delegacia registrar ocorrência.

“Desde o momento em que falei ter registrado ocorrência e que a polícia o chamaria para prestar esclarecimentos, nunca mais ele foi visto. Nos informamos e o que soubemos é que ele abandonou o emprego e não apareceu na casa dos parentes”, conta Carla, dizendo que até então não havia suspeitado dele, porém, devido esse comportamento, foi conversar com a vizinha de “Toninho”, da qual ouviu que o casal havia brigado muito até às 5h00 da manhã de segunda-feira (12), e em seguida ele saiu de carro.

Após o desaparecimento, do agora suspeito, a polícia esteve na residência de “Toninho” e entrou na casa, vindo a chamar Carla para retirar os pertences de Jaqueline. “Passei a noite toda na casa esperando para ver se ele parecia, mas, foi em vão”, reclama Carla, que diz ter tirado os pertences da filha que ela diz ter esperança de encontrar com vida.

A mãe da desaparecida pede que se alguém tiver alguma pista que leve ao paradeiro de sua filha, ou souber onde “Toninho” se escondeu, informar pelo telefone: (94) 99226-5457; ou levar a notícia na Rua Nova Conquista, por trás do Supermercado Amigão.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Pebinha de Açúcar Comunicação e Marketing
LTDA-ME – CNPJ: 05.200.883.0001-05
Parauapebas – Pará – Brasil
(94) 99121-9293 (whatsapp) | (94) 98134-2558

Acompanhe o Pebinha nas redes sociais

Copyright © Pebinha de Açúcar – 2018. Todos os Direitos Reservados.

Fechar Menu