Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Juízes e membros da prefeitura de Parauapebas debatem sobre segurança pública

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na manhã desta quinta-feira (19), representantes da Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi) estiveram presentes no Fórum da Justiça Comum da Comarca de Parauapebas, para alinhar parceria institucional entre os poderes Executivo e Judiciário, além de apresentar as metodologias de trabalho.

Durante a reunião, os juízes parabenizaram a secretaria pelo empenho em retomar o funcionamento das atividades do videomonitoramento, ferramenta que tem auxiliado na elucidação de crimes praticados no município.


Na oportunidade, foi debatida a implementação de uma campanha educativa sobre a Lei Seca, para preservação de vidas a partir de um trânsito mais seguro. Com a redução de acidentes quem também ganha é a saúde pública, pois estatísticas apontam que grande parte dos acidentes registrados, principalmente nos finais de semana, acontece com pessoas embriagadas.

O Poder Judiciário, na pessoa da juíza da 2ª Vara Cível e Empresarial e diretora do Fórum, Eline Salgado, mostrou interesse em trabalhar em parceria com a Semsi para melhorar a segurança pública em Parauapebas. Também ficou decidida a retomada dos trabalhos do Gabinete de Gestão Integrada do Município (GGI-M), que deve ocorrer no mês de fevereiro.

“A parceria entre o Poder Judiciário e o governo dará celeridade às demandas de segurança do município, o que resultará em ganhos significativos para a comunidade”, atestou o secretário da Semsi, Michael Gomes. Além dele e da juíza Eline Salgado, participaram da reunião o assessor jurídico da secretaria Jorgiano Moreira, o chefe de gabinete Diego Desnelbek e juízes das Varas criminal, cível e empresarial.

GGI-M

Com o objetivo de fortalecer a parceria entre os órgãos de segurança, o GGI-M é uma ferramenta vinculada ao Ministério da Justiça que busca alternativas para a construção coletiva de uma cidade mais segura, por meio de ações que diminuam o índice de criminalidade. O grupo potencializa a integração das instituições de segurança pública, envolvendo as polícias, bombeiros e Guarda Municipal na promoção e execução de ações conjuntas contra a violência.

Reportagem: Sara Nascimento

Publicidade

Veja
Também