Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Justiça torna indisponível bens de três ex-prefeitos de Conceição do Araguaia acusados de fraude

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Três ex-prefeitos de Conceição do Araguaia e um fazendeiro tiveram os bens no valor de R$ 102 mil indisponíveis pela Justiça. Eles são investigados por envolvimento num esquema de fraude para aquisição de um imóvel rural no município.

As transações para a compra da Chácara Vale do Sol, no valor de R$51 mil, tiveram início em 2012, durante a gestão dos prefeito Álvaro Brito Xavier, afastado do cargo pela Justiça. Jader Gefferson Andrade assumiu a gestão após eleição indireta em agosto de 2012 e deu seguimento ao pagamento do imóvel. Valter Rodrigues Peixoto, eleito prefeito, concluiu a aquisição da propriedade em 2013. O imóvel pertencia ao fazendeiro Itagiber da Silva Nascimento.


Segundo os autos, na matricula da chácara consta a transferência do imóvel ao produtor José Elói Schaefer, quando o atual proprietário deveria ser o Município de Conceição do Araguaia.

Em sua decisão o juiz titular Marco Paulo Campelo, da 1ª Vara Cível e Penal da Comarca, o juiz observa que “as provas reunidas nos autos demonstra fortes indícios da prática de atos de improbidade administrativa mediante vício em procedimento legislativo para permitir a aquisição do imóvel rural por parte do Município de Conceição do Araguaia, inclusive com comprovação do desembolso pela Fazenda Pública Municipal e sequer fora transcrito no Cartório de Imóveis em seu favor”.

O juiz determinou o prazo de 15 dias para manifestação dos réus, incluindo o ex-secretário municipal da gestão de Álvaro Brito, Itamar Adão Machado.

Publicidade

Veja
Também