Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Maconha apreendida em Parauapebas estava em posse de quadrilha ligada ao PCC

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

De acordo com o Delegado Antônio Gomes de Miranda, titular da Superintendência de Polícia Civil do Araguaia Paraense, os cerca de 170 KG de maconha prensada que foram apreendidos em Parauapebas na madrugada desta quarta-feira (21), estavam em posse de elementos de alta periculosidade que são ligados à quadrilha do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Estado do Maranhão.

O Delegado Miranda relatou que a cerca de um ano as polícias do Maranhão e Pará estão investigando um suposto “braço” do PCC na região e que parte dos integrantes da quadrilha que foi presa é formada por elementos perigosos que estão envolvidos em assaltos à bancos da região, inclusive nos municípios de Curionópolis e Água Azul do Norte.


Apreensão de drogas em Parauapebas

Em mais uma operação de sucesso, homens da Polícia Civil de Parauapebas em parceria com a Polícia Militar prenderam Ilton Carlos Martins e Djalma Coelho, o primeiro pelo crime de tráfico de drogas e o segundo por posse ilegal de arma de fogo.

Após informações repassadas pela Polícia Civil do Estado do Maranhão, equipe do SENARC, policiais civis e militares de Parauapebas diligenciaram na madrugada desta quarta-feira (21) numa fazenda na zona rural, aproximadamente a 50 km do centro urbano e neste local foram presos os acusados.

Ilton é conhecido popularmente por “latrozin” ou “de menor”, e ele é foragido da carceragem de Pedrinhas em São Luís-MA. Após seu interrogatório, o suspeito levou a equipe até a residência situada no bairro Palmares Sul e lá foram encontrados aproximadamente 170 KG de maconha prensada.

De acordo com o Superintendente de Polícia Civil de Parauapebas, Delegado Thiago Carneiro, Ilton Carlos tem passagem pela polícia pelos crimes de latrocínio, além de diversos roubos majorados.

Antônio Paulo Rodrigues Sampaio também foi preso em fragrante. Após trabalho investigativo a Polícia descobriu que o suspeito também possuía participação na associação criminosa pertencente Ilton, sendo encontradas mais cinco armas em uma fazenda situada a cerca 40 km de Parauapebas.

Antônio também tem participação no último roubo ao Banco do Brasil em Curionópolis, que ocorreu neste último mês de agosto.

Vale ressaltar, que os indivíduos presos são da mesma associação criminosa de Jhon Lenon, no qual foi morto mês passado na cidade de Grajaú-MA.

Além de posse ilegal de arma de fogo, o suspeito também irá responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico.
Participaram da operação, a equipe da 20ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas e o Grupo Tático Operacional da Polícia Militar, com o fundamental apoio da Superintendência Regional do Araguaia Paraense, SENARC e SEIC, estes dois últimos pertencentes a Policia Civil do Maranhão.

Reportagem: Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar / Com informações do Delegado Thiago Carneiro

Publicidade

Veja
Também