Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Mais de 300 famílias de Parauapebas ganham benefício habitacional

O governador do Pará, Helder Barbalho, participou da cerimônia de entrega, na última quarta-feira (12), de 322 cheques do programa habitacional “Sua Casa” para famílias no município de Parauapebas, na região de Integração dos Carajás, um investimento superior a R$ 2,6 milhões.

“Estamos aqui em Parauapebas para entregar obras e serviços para a sociedade. O Governo Continua com o viés nos programas sociais. O CredCidadão’ para colaborar com o negócio de empreendedores, e o Programa Sua Casa, para ajudar aqueles que mais precisam de moradia”, disse o governador.

O programa se destina à construção, reforma, ampliação, melhoria ou adaptação de unidade habitacional, e foi criado pelo governo do Estado, pelo decreto 8.967,  em 2019.

Para o diretor-presidente da Cohab, Luís André Guedes, é mais uma entrega importante de cheque Sua Casa, “que é destinado às famílias que mais precisam ter uma habitação digna”, disse Guedes

O Programa consiste na concessão de dois auxílios: um para a aquisição de materiais para  a construção, e outro para a contratação da mão de obra para a execução dos serviços da residência. Tudo para melhorar a qualidade de vida da população.

A dona de casa Zenilde Oliveira conta que conseguiu iniciar a obra de sua casa, mas com a ajuda do cheque vai conseguir adiantar bastante a obra. “Eu já construí essa parte, comprei tijolo, brita, areia, né, já tô já nessa parte aqui da minha casa. E vou conseguir fazer minha casa do jeito que eu sonhei pra dar conforto pro meu filho, pra minha família, logo estará está terminada do jeitinho que eu estou sonhando, com cerâmica rebocada e forrada”‘ finalizou.

A também dona de casa Fabiana Thaís de Pinheiro Silva disse que receber o benefício Sua Casa é um momento especial na vida. “A minha casa é de madeira. Tem uma sala, cozinha, aí só tem um quarto, que eu fiz uma divisória, que eu tenho uma filha de 14 anos. Então praticamente é um quarto só. E o sonho da minha filha é ter o próprio quarto. Antes eu trabalhava, mas atualmente eu tenho três anos fazendo tratamento oncológico. Aí se antes eu não tinha condições de fazer a casa, agora que eu não teria, mas graças ao cheque vai dar certo e estou muito feliz e grata ao governador Helder”, disse.

CredCidadão – O Governo do Pará entregou em Parauapebas 100 benefícios do programa CredCidadão durante a agenda do governador Helder Barbalho na região. O investimento total é de R$ 200 mil.

A cabeleireira Neidimar Oliveira vai utilizar o recurso do Credicidadão para melhorar o atendimento aos clientes. “Vou comprar novos produtos, equipamentos novos – de alta qualidade – e poder deixar minhas clientes muito mais satisfeitas. Sou muito grata ao nosso governador”, disse.

A linha de microcrédito do Programa CredCidadão tem juros baixos, no máximo 1% ao mês, e pode ser renovada. É voltada a microempreendedores formais e informais, no valor de até R$ 5 mil, para estimular a economia nos municípios. Para ter acesso ao programa, o cidadão precisa comparecer à Rua dos Mundurucus, nº 3852, bairro Cremação, com documentos oficiais e solicitar o cadastro em horário comercial. Para quem está fora da Região Metropolitana de Belém pode ligar para o número (91) 3205 7250 ou procurar um dos 12 polos do CredCidadão localizados em todas as regiões do Estado.

Para participar do Programa Sua Casa, os  interessados devem atender aos seguintes critérios:

I – Renda familiar de até três salários mínimos;

II – Não possuir outro imóvel;

III – Ser maior de dezoito anos ou emancipado;

IV – Ter família constituída com no mínimo dois integrantes;

V – Não ter sido beneficiado em outro programa habitacional no âmbito Municipal, Estadual e Federal; e

VI – Comprovar que detém a propriedade ou posse mansa e pacífica do imóvel há mais de cinco anos.

As famílias que já foram beneficiadas em outros programas habitacionais, podem ser atendidas, de modo excepcional, em caso de ocorrências de sinistro, condições mínimas de habitabilidade, vulnerabilidade social ou remanejamento.

 

Qual sua reação para esta matéria?
+1
3
+1
1
+1
1
+1
4
+1
0
+1
6
Leia também no Portal Pebinha de Açúcar:

Deixe seu comentário