Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Manifestantes pedem “cabeça” do Secretário de Produção Rural e Governo se manifesta

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Por volta das 11h00 da manhã desta quinta-feira (22) um grupo de aproximadamente 120 pessoas, entre pequenos produtores e alguns desempregados fez manifestação em frente à prefeitura e outro grupo adentrou ao prédio pedindo o afastamento do Secretário de Produção Rural de Parauapebas, Eurival Martins, o Totô.

Apesar do prefeito estar em Belém, o chefe de gabinete se comprometeu em receber uma comissão dos manifestantes para avaliar o que de fato significa a manifestação, já que o estava sendo mais divulgado nas redes sociais é que se trata de uma questão interna dos movimentos sociais, principalmente o MST, que não estariam tendo suas demandas atendidas.


O Portal Pebinha de Açúcar solicitou um posicionamento da prefeitura, e a Assessoria de Comunicação (Ascom) encaminhou a seguinte nota:

“A Prefeitura Municipal de Parauapebas comunica que, de acordo com o relatório apresentado pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror), na gestão de Eurival Martins, o Totô, os resultados dos serviços realizados na zona rural do município são satisfatórios.
O governo manterá o secretário em suas funções para dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado, no intuito de fortalecer e agregar ainda mais valor ao campo, buscando o desenvolvimento do produtor rural e o bom diálogo com as entidades do campo, o que sempre foi uma diretriz do governo municipal. A gestão entende que as críticas são construtivas e enfatiza que a decisão de manter o secretário não muda a abertura do diálogo com os produtores.

Desde que assumiu a pasta, o secretário tem priorizado a organização e contratou equipes técnicas, como agrônomos, veterinários, zootecnistas e técnicos agrícolas; fortaleceu parcerias com todos os agentes de assistência técnica do município, entidades e órgãos ligados ao campo como, Ufra, Emater, ICMBio, Embrapa, Adepará; reestruturou a frota de veículos da Sempror que estava sucateada; aditivou contratos para atender o campo. As ações são realizadas em constante parceria com a comunidade, o inclusive demonstra a transparência e o bom diálogo com os produtores, para se ter uma ideia já foram mais de 100 reuniões por toda a zona rural em 14 meses de governo.

Veja os números da gestão do Totô:

• O campo está dividido em oito grandes regiões, todas beneficiadas com serviços e programas, como o Plano Safra, que consiste no plantio de feijão, mandioca e milho e que contempla 1.341 famílias, com mecanização, calcário, fertilizantes e sementes.

• Foram realizadas 2.485 visitas das equipes técnicas aos produtores para prestar serviço de assistência nunca visto antes.

• Na área de capacitação, foram mais de 640 trabalhadores capacitados com curso que vai de Derivados do Leite à Piscicultura.

• Na área de Olericultura, atendimento a mais de 240 famílias.

• O total de investimentos feitos direto e indiretamente no campo foi de R$ 9.807.417,10″.

Publicidade

Veja
Também