Marabá e Parauapebas estão na lista das cidades mais violentas do Brasil para jovens entre 12 e 29 anos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Marabá e Parauapebas são, respectivamente, 4º e 6º municípios mais violentos do Brasil para rapazes e moças com idade entre 12 e 29 anos, de acordo com o Índice de Vulnerabilidade Juvenil (IVJ) à Violência, elaborado pela Secretaria Nacional de Justiça com base em dados de 2012. O estudo foi divulgado semana passada, mas caiu hoje no doce veneno da Exame.No confronto com estudos de IVJ anteriores, algumas curiosidades: Marabá, embora se mantenha no patamar de violência “muito alta”, vai se afastando do topo do ranking, visto que já chegou a ocupar o 1º lugar nacional no levantamento referente ao ano de 2007; e Parauapebas, entre todos os municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes, é o que apresenta a situação mais desesperadora, tendo em vista o fato de que, no levantamento de 2006, o município estava na posição de número 108.

Os dois municípios que experimentaram o maior crescimento na oferta de empregos no Brasil, em relação à quantidade de habitantes, entre 2006 e 2012, são também os que se tornaram violentos mais rapidamente: Altamira e Parauapebas. É um claro sinal de que o desenvolvimento econômico anda na contramão do progresso social no Pará.


Veja nas fotos acima as cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes em que os jovens estão mais vulneráveis violência:

1- Cabo de Santo Agostinho (PE) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,651

2/39Divulgação/ Prefeitura de Cabo de Santo Agostino
Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco
Município Cabo de Santo Agostinho
Unidade da federação PE
Posição no ranking (2012) 1
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,651
Indicador de mortalidade por homicídio 0,782
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,52
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,604
Indicador de pobreza 0,78
Indicador de desigualdade 0,578

2 – Itaguaí (RJ) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,592

3/39Wikimedia Commons
Porto de Itaguaí, no Rio de Janeiro
Município Itaguaí
Unidade da federação RJ
Posição no ranking (2012) 2
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,592
Indicador de mortalidade por homicídio 0,68
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,791
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,55
Indicador de pobreza 0,738
Indicador de desigualdade 0,176

3 – Altamira (PA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,587

4/39FERNANDO CAVALCANTI/VEJA
Vista aérea de Altamira (PA)
Município Altamira
Unidade da federação PA
Posição no ranking (2012) 3
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,587
Indicador de mortalidade por homicídio 0,62
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,732
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,666
Indicador de pobreza 0,809
Indicador de desigualdade 0,125

4 – Marabá (PA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,582

5/39Hallel/Wikimedia
Orla de Marabá (PA)
Município Marabá
Unidade da federação PA
Posição no ranking (2012) 4
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,582
Indicador de mortalidade por homicídio 0,71
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,632
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,591
Indicador de pobreza 0,793
Indicador de desigualdade 0,191

5 – Luziânia (GO) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,573

6/39Divulgação/ Prefeitura de Luziânia
Praça do Violino em Luziânia, Goiás
Município Luziânia
Unidade da federação GO
Posição no ranking (2012) 5
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,573
Indicador de mortalidade por homicídio 0,857
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,613
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,518
Indicador de pobreza 0,781
Indicador de desigualdade 0,076

6 – Paraupebas (PA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,570

7/39Divulgação/Prefeitura de Paraupebas
Município de Paraupebas no Pará

Município de Paraupebas, no Pará

Município Parauapebas
Unidade da federação PA
Posição no ranking (2012) 6
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,57
Indicador de mortalidade por homicídio 0,53
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,824
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,564
Indicador de pobreza 0,752
Indicador de desigualdade 0,173

7 – Simões Filho (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,567

8/39Divulgação/Prefeitura de Simões Filho
Município de Simões Filho, na Bahia
Município Simões Filho
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 7
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,567
Indicador de mortalidade por homicídio 1
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,404
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,58
Indicador de pobreza 0,754
Indicador de desigualdade 0,09

8 – Eunápolis (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,564

9/39Divulgação/Prefeitura de Eunápolis
Município de Eunápolis na Bahia

Município de Eunápolis, na Bahia

Município Eunápolis
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 8
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,564
Indicador de mortalidade por homicídio 0,936
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,413
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,605
Indicador de pobreza 0,806
Indicador de desigualdade 0,069

9 – Teixeira de Freitas (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,564

10/39Divulgação/Prefeitura de Teixeira de Freitas
Município de Teixeira de Freitas na Bahia

Município de Teixeira de Freitas, na Bahia

Município Teixeira de Freitas
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 9
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,564
Indicador de mortalidade por homicídio 0,891
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,454
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,614
Indicador de pobreza 0,806
Indicador de desigualdade 0,064

10 – Marituba (PA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,561

11/39Divulgação/Prefeitura de Marituba
Município de Marituba no Pará

Município de Marituba, no Pará

Município Marituba
Unidade da federação PA
Posição no ranking (2012) 10
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,561
Indicador de mortalidade por homicídio 0,759
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,216
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,582
Indicador de pobreza 0,73
Indicador de desigualdade 0,561

11 – Lauro de Freitas (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,555

12/39Ian Sampaio/Flickr
Lauro de Freitas (BA)
Município Lauro de Freitas
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 11
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,555
Indicador de mortalidade por homicídio 0,992
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,331
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,532
Indicador de pobreza 0,719
Indicador de desigualdade 0,194

12 – Camaçari (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,550

13/39Alex Rodrigues
Praia de Camaçari

Praia de Camaçari

Município Camaçari
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 12
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,55
Indicador de mortalidade por homicídio 0,866
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,41
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,58
Indicador de pobreza 0,751
Indicador de desigualdade 0,151

13 – Ananindeua (PA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,547

14/39Hallel/Wikimedia Commons
BR-316 na altura do município de Ananindeua, área metropolitana de Belém, Pará

BR-316 na altura do município de Ananindeua, área metropolitana de Belém, Pará

Município Ananindeua
Unidade da federação PA
Posição no ranking (2012) 13
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,547
Indicador de mortalidade por homicídio 0,716
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,228
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,527
Indicador de pobreza 0,708
Indicador de desigualdade 0,594

14 – Maceió (AL) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,547

15/39Wikimedia Commons
Maceió, Alagoas
Município Maceió
Unidade da federação AL
Posição no ranking (2012) 14
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,547
Indicador de mortalidade por homicídio 0,864
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,279
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,589
Indicador de pobreza 0,772
Indicador de desigualdade 0,259

15 – São José de Ribamar (MA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,541

16/39Divulgação/ Prefeitura de São José de Ribamar
vista aérea de São José de Ribamar (MA)
Município São José de Ribamar
Unidade da federação MA
Posição no ranking (2012) 15
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,541
Indicador de mortalidade por homicídio 0,467
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,32
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,676
Indicador de pobreza 0,742
Indicador de desigualdade 0,582

16 – Santa Rita (PB) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,539

17/39Divulgação
Santa Rita (PB)
Município Santa Rita
Unidade da federação PB
Posição no ranking (2012) 16
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,539
Indicador de mortalidade por homicídio 1
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,241
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,597
Indicador de pobreza 0,815
Indicador de desigualdade 0,064

17 – São Mateus (ES) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,539

18/39Moeção/Wikipedia/Creative Commons
Município de São Mateus no Espírito Santo

Município de São Mateus, no Espírito Santo

Município São Mateus
Unidade da federação ES
Posição no ranking (2012) 17
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,539
Indicador de mortalidade por homicídio 0,581
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,586
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,501
Indicador de pobreza 0,769
Indicador de desigualdade 0,268

18 – Belém (PA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,537

19/39Divulgação/Embratur
Belem - Pará (PA)
Município Belém
Unidade da federação PA
Posição no ranking (2012) 18
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,537
Indicador de mortalidade por homicídio 0,608
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,284
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,507
Indicador de pobreza 0,708
Indicador de desigualdade 0,62

19 – Caxias (MA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,536

20/39Nando 1462/Wikipedia/Creative Commons
Município de Caxias, no Maranhão

Município de Caxias, no Maranhão

Município Caxias
Unidade da federação MA
Posição no ranking (2012) 19
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,536
Indicador de mortalidade por homicídio 0,47
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,676
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,674
Indicador de pobreza 0,876
Indicador de desigualdade 0,034

20 – Salvador (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,533

21/39Camila Souza/GOVBA
Farol da Barra em Salvador, Bahia
Município Salvador
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 20
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,533
Indicador de mortalidade por homicídio 0,82
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,2
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,483
Indicador de pobreza 0,702
Indicador de desigualdade 0,482

21 – Serra (ES) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,526

22/39Divulgação/Prefeitura de Serra
Município de Serra, no Espírito Santo

Município de Serra, no Espírito Santo

Município Serra
Unidade da federação ES
Posição no ranking (2012) 21
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,526
Indicador de mortalidade por homicídio 0,829
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,441
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,457
Indicador de pobreza 0,683
Indicador de desigualdade 0,202

22 – Barreiras (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,521

23/39Divulgação/Câmara de Barreiras
Município de Barreiras, na Bahia

Município de Barreiras, na Bahia

Município Barreiras
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 22
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,521
Indicador de mortalidade por homicídio 0,358
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,803
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,609
Indicador de pobreza 0,769
Indicador de desigualdade 0,092

23 – Feira de Santana (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,521

24/39Andrevruas/AFP
Vista de Feira de Santana através de um edifício

Município de Feira de Santana, na Bahia

Município Feira de Santana
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 23
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,521
Indicador de mortalidade por homicídio 0,741
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,508
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,51
Indicador de pobreza 0,761
Indicador de desigualdade 0,086

24 – Cabo Frio (RJ) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,519

25/39Divulgação / Secretaria de Turismo de Cabo Frio
Praia do Forte, em Cabo Frio, Rio de Janeiro
Município Cabo Frio
Unidade da federação RJ
Posição no ranking (2012) 24
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,519
Indicador de mortalidade por homicídio 0,697
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,353
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,498
Indicador de pobreza 0,726
Indicador de desigualdade 0,345

25 – Ilhéus (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,518

26/39Wikimedia Commons
Vista do Mirante do Canhão para a Baía do Pontal, Outeiro, Ilhéus, Bahia, Brasil

Baía do Pontal, em Ilhéus (BA)

Município Ilhéus
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 25
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,518
Indicador de mortalidade por homicídio 0,68
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,286
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,587
Indicador de pobreza 0,784
Indicador de desigualdade 0,305

26 – Campos dos Goytacazes (RJ) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,518

27/39José Francisco V. C/ Flickr
Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes (RJ)
Município Campos dos Goytacazes
Unidade da federação RJ
Posição no ranking (2012) 26
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,518
Indicador de mortalidade por homicídio 0,544
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,637
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,513
Indicador de pobreza 0,761
Indicador de desigualdade 0,145

27 – Foz do Iguaçu (PR) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,513

28/39Divulgação/Prefeitura de Foz do Iguaçú
94º lugar: Foz do Iguaçú (PR)

Vista aérea da cidade de Foz do Iguaçú, no Paraná

Município Foz do Iguaçu
Unidade da federação PR
Posição no ranking (2012) 27
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,513
Indicador de mortalidade por homicídio 0,645
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,577
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,491
Indicador de pobreza 0,703
Indicador de desigualdade 0,147

28 – Porto Seguro (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,513

29/39Fernando Aldado/Wikimedia Commons
Porto Seguro
Município Porto Seguro
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 28
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,513
Indicador de mortalidade por homicídio 0,927
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,232
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,589
Indicador de pobreza 0,789
Indicador de desigualdade 0,056

29 – Formosa (GO) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,511

30/39Divulgação/Prefeitura de Formosa
Município de Formosa, em Goiás

Município de Formosa, em Goiás

Município Formosa
Unidade da federação GO
Posição no ranking (2012) 29
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,511
Indicador de mortalidade por homicídio 0,785
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,401
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,499
Indicador de pobreza 0,772
Indicador de desigualdade 0,11

30 – Maracanaú (CE) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,510

31/39Prefeitura de Maracanaú
Município de Maracanaú, no Ceará

Município de Maracanaú, no Ceará

Município Maracanaú
Unidade da federação CE
Posição no ranking (2012) 30
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,51
Indicador de mortalidade por homicídio 0,761
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,413
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,55
Indicador de pobreza 0,765
Indicador de desigualdade 0,078

31 – Várzea Grande (MT) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,509

32/39Matheus Hidalgo/Wikimedia Commons
Ponte Sérgio Motta em Várzea Grande (MT)
Município Várzea Grande
Unidade da federação MT
Posição no ranking (2012) 31
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,509
Indicador de mortalidade por homicídio 0,664
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,583
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,46
Indicador de pobreza 0,7
Indicador de desigualdade 0,129

32 – Cariacica (ES) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,508

33/39Claudio Postay/ Divulgação/ Prefeitura de Cariacica
84º lugar: Cariacica (ES)

Vista aérea da cidade de Cariacica, no Espírito Santo

Município Cariacica
Unidade da federação ES
Posição no ranking (2012) 32
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,508
Indicador de mortalidade por homicídio 0,852
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,312
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,479
Indicador de pobreza 0,74
Indicador de desigualdade 0,163

33 – Fortaleza (CE) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,508

34/39Wikimedia Commons
Fortaleza (CE)
Município Fortaleza
Unidade da federação CE
Posição no ranking (2012) 33
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,508
Indicador de mortalidade por homicídio 0,765
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,298
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,481
Indicador de pobreza 0,739
Indicador de desigualdade 0,274

34 – Alvorada (RS) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,503

35/39Divulgação/Câmara Municipal de Alvorada
Município de Alvorada, no Rio Grande do Sul

Município de Alvorada, no Rio Grande do Sul

Município Alvorada
Unidade da federação RS
Posição no ranking (2012) 34
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,503
Indicador de mortalidade por homicídio 0,91
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,273
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,503
Indicador de pobreza 0,758
Indicador de desigualdade 0,078

35 – Arapiraca (AL) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,502

36/39Teotonio/ Wikimedia Commons
Vista aérea da cidade de Arapiraca, no Alagoas

Vista aérea da cidade de Arapiraca, em Alagoas

Município Arapiraca
Unidade da federação AL
Posição no ranking (2012) 35
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,502
Indicador de mortalidade por homicídio 0,576
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,43
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,657
Indicador de pobreza 0,848
Indicador de desigualdade 0,06

36 – Jaboatão dos Guararapes (PE) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,502

37/39Wikimedia Commons/Josuel21
Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, vista de prédios e barcos do dique de Candeias
Município Jaboatão dos Guararapes
Unidade da federação PE
Posição no ranking (2012) 36
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,502
Indicador de mortalidade por homicídio 0,487
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,325
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,548
Indicador de pobreza 0,74
Indicador de desigualdade 0,47

37 – Itabuna (BA) – Índice de Vulnerabilidade Juvenil: 0,501

38/39Divulgação/ Prefeitura de Itabuna
Vista aérea de Itabuna, na Bahia

Itabuna, na Bahia

Município Itabuna
Unidade da federação BA
Posição no ranking (2012) 37
IVJ (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência) 0,501
Indicador de mortalidade por homicídio 0,88
Indicador de mortalidade por acidentes de trânsito 0,243
Indicador de frequência à escola e situação de emprego 0,561
Indicador de pobreza 0,762
Indicador de desigualdade 0,082

Reportagem: André Santos  -Colaborador do Portal Pebinha de Açúcar – Com informações da Revista Exame

Publicidade

veja também