Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Marcelo Catalão e Meire Vaz irão disputar vagas para prefeito e vice em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O resultado após meses de articulação começa a “dar as caras” através das formações de grupos que pretendem disputar as eleições municipais deste ano em Parauapebas.

Um desses grupos, encabeçado por Marcelo Catalão (AVANTE), apresentou como deverá ser a composição da chapa majoritária para o pleito do cargo de prefeito e também os pré-candidatos a vereador que disputarão uma cadeira no legislativo.


A pretensa composição, que traz Marcelo Catalão, como pré-candidato a prefeito e Meire Vaz (PMB), como pré-candidata a vice-prefeita, foi apresentada na manhã desta quinta-feira, 20, no salão de eventos de um hotel da cidade, quando, em uma coletiva de imprensa foi apresentada aos jornalistas.

Assim, os partidos AVANTE, pelo qual Marcelo Catalão pretende disputar as eleições, e PMB, partido de Meire Vaz, estarão juntos no desafio de vencer democraticamente os demais candidatos. Ambos os partidos também apresentaram seus pré-candidatos a vereador, sendo 15 nomes do PMB e 23 do AVANTE.

“Em minha avaliação é um excelente grupo tendo, inclusive, todos os pré-candidatos a vereador sendo ficha limpa e maioria deles pela primeira vez concorrendo”, avaliou Marcelo Catalão, que já conhece os corredores do Poder Executivo, tendo sido secretário municipal de Fazenda, e também disputado as eleições para deputado federal em 2014 e para prefeito em 2016. Mas, agora, alça voo mais alto pretendo chegar a sentar no gabinete do executivo municipal por quatro anos.

Meire Vaz, que traz na bagagem a experiência de ter sido vice-prefeita de Parauapebas no período de 2001 a 2004, diz ter escolhido entrar junto nesta empreitada com Marcelo Catalão, por acreditar no projeto dele e discordar plenamente do modelo de gestão atual.

 

Perguntada sobre como se apresentará aos mais jovens e pessoas que chegaram recentemente ou como “refrescará a memória dos mais antigos”, ela diz que confia nas raízes e que isso poderá novamente lhe trazer à ativa politicamente. “Me ausentei por esses 16 anos para cuidar de minha família. Sou mãe de sete filhos, avó e esposa. Mas, diante do chamado para contribuir com meu município estou de volta para lutar contra o que atrapalha o progresso de nossa cidade”, explicou Meire Vaz.

As convenções partidárias deverão acontecer até o dia 15 de setembro, prazo final, de acordo com a Lei Eleitoral vigente, e até lá, conforme planeja Marcelo Catalão, outros partidos poderão se juntar ao grupo.

Publicidade

Veja
Também