Publicidade

Mega operação com Exército, PF, Ibama e Força Nacional fecha garimpos ilegais

A 23ª Brigada de Infantaria de Selva realiza operação interagências Marabá nesta terça-feira, dia 15 de outubro, por meio do 52º Batalhão de Infantaria de Selva, integrante da Brigada da Transamazônica.

A operação é realizada em cooperação com agências, no contexto da Operação VERDE BRASIL, com o objetivo de coibir o garimpo ilegal no município de Marabá.


Participam desta Operação Interagências 147 militares do 52º BIS, três delegados e 24 agentes da Polícia Federal, três agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), dois agentes da Agência Nacional de Mineração (ANM) e 16 militares da Força Nacional de Segurança Pública.

Contribuem com a operação três aeronaves de asa rotativa, sendo dois helicópteros PANTERA do Exército Brasileiro e uma aeronave COUGAR da Marinha do Brasil.

Mesmo sem as autoridades revelarem o resultado da mega ação integrada, é possível concluir que esta é a maior operação de combate a algum tipo de crime em Marabá, tanto pela quantidade de agentes públicos empregados, quanto pela logística envolvida.

Pelas fotos enviadas à Redação do Correio de Carajás pela Assessoria de Comunicação da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, é possível avaliar que alguns donos de garimpos foram informados enquanto o comboio se dirigia naquela região, com acesso pela cidade de Parauapebas. Tanto que uma das fotos mostra um caminhão virado na pista, talvez com a intenção de obstruir a passagem do comboio, que tem cerca de 30 viaturas.

Outra imagem mostra que os militares chegaram a uma imensa área desmatada, de onde também foram retirados minérios, mas não se pode precisar exatamente qual e em que ponto exato do município de Marabá.

A ação está relacionada à Operação Verde Brasil, desencadeada em agosto após registro de diversas queimadas na região amazônica e início de uma crise ambiental no país.

Conforme o Ministério da Defesa, as ações da operação visam não apenas combate às queimadas na floresta, mas também de combate a crimes ambientais em geral. Em decreto presidencial, de 23 de agosto, Jair Bolsonaro autorizou o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem e para ações subsidiárias em diversas, dentre elas fronteiras, terras indígenas e unidades de conservação ambiental. 

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Pebinha de Açúcar Comunicação e Marketing
LTDA-ME – CNPJ: 05.200.883.0001-05
Parauapebas – Pará – Brasil
(94) 99121-9293 (whatsapp) | (94) 98134-2558

Acompanhe o Pebinha nas redes sociais

Copyright © Pebinha de Açúcar – 2018. Todos os Direitos Reservados.

Fechar Menu