Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Membro da Academia Parauapebense de Letras lança sua primeira obra literária

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O jornalista Waldyr Silva, 69 anos de idade, membro-fundador da Academia Parauapebense de Letras (APL) e secretário geral da instituição, lança no próximo dia 15 de setembro, no auditório central da Câmara Municipal de Parauapebas, em solenidade que marca os seis anos de criação da APL, sua primeira obra literária publicada.

Waldyr Silva tem uma história de mais de 30 anos atuando no jornalismo da região, com matérias produzidas e publicadas em veículos de comunicação, como jornais, revistas, blogs e portais de notícias, mas nunca tinha concluído a produção de um livro.


Seu primeiro livro, de 216 páginas, impresso pela Arca Editora, com capa de Ozeias Fernandes, traz o título de “Crônicas Póstumas de PC Reis”, uma coletânea de mais de 70 crônicas escritas pelo saudoso Pedro Cláudio de Moura Reis, conhecido por “PC Reis”, escritor, cronista, pensador e contador de causos, que faleceu em 14 de junho de 2011, vítima de acidente vascular cerebral (AVC).

O leitor do livro vai se divertir muito com as engraçadas crônicas de PC Reis, selecionadas cuidadosamente por Waldyr Silva, muitas delas com personagens fictícias e outras com nomes de pessoas conhecidas em Parauapebas, como, por exemplo, Gil e Vicente Reis (“Um homem, uma mulher, um grande amor”), Rose Valente (“Um homem dado às mulheres”), Terezinha Guimarães (“Festa de 7 de setembro”), Vela Preta (“Vela Preta filho”), Fábio Sacramento (“Um cidadão chamado Fábio Sacramento”), Pedro de Alcântara (“Um amigo que vale ouro”) e Maria Geralda, conhecida como “Maria do Peixinho”, e Padre Luisão (“Festa de São Sebastião, padroeiro da cidade”), além de autoridades como o prefeito Darci Lermen; os ex-vice-prefeitos Pastor Moisés e Afonso Andrade; a ex-deputada federal Bel Mesquita e a ex-governadora Ana Júlia (“Visita da governadora Ana Júlia”).

As histórias de “Crônicas Póstumas de PC Reis” são distribuídas em três partes do livro: parte I, com crônicas veiculadas no Jornal Correio do Pará; parte II, crônicas publicadas no Blog de Waldyr Silva; e parte III, crônicas resgatadas da família de PC Reis.

Waldyr Silva aproveita para lamentar a dificuldade que enfrentou em busca de apoio financeiro para imprimir o livro, e agradece a todas as pessoas que, direta ou indiretamente, contribuíram com a produção da obra.

O jornalista tem mais três obras iniciadas, que precisam ser concluídas e lançadas, sendo uma sobre a família dele, outra contando a história do Poder Legislativo em Parauapebas e a terceira retratando fatos e causos da vivência no decorrer de sua vida.

Publicidade

Veja
Também