Membro de facção criminosa morre durante intervenção policial no Alto Bonito

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na manhã do último domingo (22), Yure da Silva dos Santos, de 18 anos de idade, morreu após tentar atirar contra policiais militares da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM). O caso aconteceu no Residencial Alto Bonito, em Parauapebas.

Segundo informações, a guarnição estava em rondas quando recebeu uma denúncia por meio do 23° Batalhão, sobre a venda de drogas no conjunto habitacional. De posse das informações, os militares realizaram diligências, momento em que os mesmos teriam avistado alguns indivíduos em atitude suspeita, sendo que um deles estaria portando uma mochila e um rádio comunicador, instantes que Yure da Silva teria efetuado disparos de arma de fogo ao avistar a equipe policial.


 

Em seguida, Yure teria corrido e entrado em um apartamento, continuando apontando uma arma de fogo em direção dos polícias, que realizaram disparos para conter a injusta agressão. Yure da Silva foi baleado e logo após foi socorrido por uma guarnição do Grupamento Canil da Guarda Municipal de Parauapebas, ele morreu ao dar entrada na unidade hospitalar.

Yure da Silva, que seria disciplina de uma facção criminosa, estaria com quatro rádios comunicadores, além de 104 gramas de crack, uma porção de cocaína, uma balança de precisão e uma pistola calibre 635, com duas munições no carregador e uma deflagrada.

 

veja também