Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Membros do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável são escolhidos em conferência

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

De acordo com Rinaldo Quintino, um dos organizadores da II Conferência Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Parauapebas, o ato teve como objetivo fazer a escolha dos representantes da sociedade civil organizada da zona rural de Parauapebas, através de associações, para compor o Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável no biênio 2019/2020.

“O conselho estava desativado e com este ato ele fica reativado e reinstalado”, contou Rinaldo, detalhando que pôde participar do evento votando ou sendo votado como membros do conselho as associações, cooperativas e sindicatos que representem o segmento rural ou as hortas urbanas.


Para que acontecesse a II Conferência Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Parauapebas, foi publicado edital com antecedência de 30 dias, vencendo na véspera do ato, 18 de dezembro, dando direito pleno à eleição de seis delegados, um por região, indicados por suas respectivas regiões.

Município dividido em seis regiões
Região I: Projetos de Assentamentos Palmares Sul e Palmares II;
Região II: Área do Contestado;
Região III: Cedere I, Onalício Barros e comunidades adjacentes;
Região IV: Apaig, Paulo Fonteles e Vila Sanção;
Região V: Projetos de Assentamentos Rio Brando, Araçatuba, Carlos Fonseca e hortas urbanas;
Região VI: Sindicato de Produtores ou Agricultores Rurais e Comunidades Tradicionais.

A escolha foi feita de forma amistosa, tendo os representantes de cada região apresentado e escolhido seus membros por aclamação, sendo um titular e um membro.

Região I: Titular – Mardonio Pinheiro Moura. Suplente: Evaldo de Almeida Fidelis. Ambos são da Amapals.
Região II: Titular – Juarez Pereira da Silva, da Movic. Suplente – Felicidade de Oliveira Vasconcelos, da Astrunopa.
Região III: Titular – Vandeilson dos Santos Carneiro, da Aprocnob. Suplente – Irineu Martini, da Aprane.
Região IV: Titular – Antonio Alves de Souza, da Aproapa. Suplente – Leonice Pinheiro dos Santos Silva.
Região V: Titular – Isaac Monteiro da Cruz, da Preservar. Suplente: Orleans da Silva Galvino.
Região VI: Titular – Francisco de Assis Pereira de Souza, do STTR. Suplente – Raimundo dos Santos, do Sintraf.

As demais cadeiras são ocupadas por representantes de órgãos públicos, sendo entidades financeiras e de preservação, como, por exemplo, ICMBio e Banco do Brasil, entre outras, que não passam pelo processo eletivo, mas apenas informam os nomes que devem ocupar os lugares, também como titular e suplente.

A partir de agora, reativado, o Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável volta a ser um órgão consultor e fiscalizador das políticas públicas do município, deliberando e participando das discussões.

“Este é mais um órgão de controle social, participando com discussões e apresentações de proposições, o que legitima as políticas voltadas para o plano de desenvolvimento de Parauapebas”, simplifica Rinaldo Quintino no encerramento do ato, ocorrido na manhã desta quarta-feira (19) no auditório do Centro Universitário de Parauapebas.

Publicidade

Veja
Também