Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Menina de 13 anos é morta friamente em Marabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Departamento de Homicídios da Polícia Civil abriu inquérito para apurar o cruel assassinato da adolescente Maria Eduarda dos Santos Guimarães, de apenas 13 anos de idade, morta com dois tiros na noite do último domingo (19), quando estava sentada em uma calçada praticamente na porta de casa, no Bairro Araguaia, periferia da Nova Marabá.

As primeiras informações que chegaram à imprensa são de que os assassinos seriam assaltantes que tentaram roubar o celular de Maria Eduarda, mas a vítima teria se recusado a entregar o aparelho aos bandidos.


Mas há outra informação garimpada pela reportagem do jornal CORREIO de que, na verdade, os criminosos teriam ido à Rua 14 do Bairro Araguaia para matar uma pessoa que seria um parente da vítima e, como não o encontraram, deram dois tiros na menina indefesa como forma de se vingar do desafeto.

Na sede do Instituto Médico Legal (IML), na manhã de ontem, segunda-feira (20), a reportagem deste CORREIO tentou conversar com o pai da vítima, mas obviamente ele estava bastante abalado e disse que não tinha condições de falar com a imprensa sobre o assunto.

À tarde, o jornal manteve contato por telefone com a delegada Raissa Beleboni, do Departamento de Homicídios, que investiga o caso. Ela explicou que alguns depoimentos de pessoas próxima à vítima serão colhidos a partir de hoje, terça-feira (21). “Aí sim saberemos quais as possibilidades”, comentou a policial.

Beleboni disse também que, assim que possível, fará uma entrevista coletiva com a Imprensa de Marabá para falar sobre as investigações. Isso deve ocorrer, segundo ela, possivelmente, amanhã, quarta-feira (22).

Reportagem: Chagas Filho / Grupo Correio de Comunicação | Foto: Divulgação

Publicidade

Veja
Também