Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Mesmo sem ser inaugurada oficialmente, números de acidentes despencam na PA-160

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

No dia 15 de abril de 2014, o prefeito municipal de Parauapebas, Valmir Mariano (PSD), assinava a ordem de serviço que autorizava as obras de duplicação da Rodovia PA-160 que passa por um longo trecho em Parauapebas.

Antes da duplicação, devido aos acidentes fatais que ocorriam com frequência na PA-160, a rodovia passou a ser apelidada por populares e profissionais de imprensa como “rodovia da morte”, porém, mesmo antes de ser inaugurada, a duplicação da PA-160 fez com que o número de acidentes despencasse.


O Departamento Municipal de Trânsito e Transporte de Parauapebas que faz o acompanhamento e fiscalização na PA-160 vem fazendo investimentos que também contribuem para que o índice de acidentes diminua, como por exemplo a implantação de radares eletrônicos.

Sobre a obra
O trecho de duplicação que está sendo feito pela Prefeitura Municipal de Parauapebas por meio da Secretaria Municipal de Obras (SEMOB), corresponde a 11 km e compreende a Rodovia Faruk Salmen, os bairros Tropical, Populares II, dos Minérios, Cidade jardim, viaduto da PA-275, bairros Novo Brasil e segue até o loteamento Amazônia. Seu projeto traz ciclovia em praticamente toda sua extensão. A obra orçada em mais de R$ 30 milhões, tinha prazo de 12 meses para ser concluída, porém, devido a alguns atrasos no projeto, desse ser inaugurada oficialmente neste ano de 2016.

Publicidade

Veja
Também