Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

MINÉRIO DE CARAJÁS: Novo recorde de produção da Vale será divulgado na quinta-feira (20)

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A mineradora multinacional Vale vai divulgar seu resultado de produção referente ao terceiro trimestre deste ano nesta quinta-feira (20), em meio à pauta de negociação salarial. Vai ser um deleite para os funcionários da empresa saberem – e já é possível antecipar – que a Vale aumentou seus embarques no trimestre passado. Eles terão mais fôlego e novos argumentos para botar quente em cima da companhia em prol de uma remuneração melhor.

A expectativa do mercado é de que a Vale anuncie produção de 95,6 milhões de toneladas (Mt) de minério de ferro – o que, se confirmar, será um aumento de 10% em relação ao mesmo período do ano passado.


Aqui na região, que tem os municípios de Parauapebas (Serra Norte) e Curionópolis (Serra Leste) como produtores de minério de ferro, já se pode antecipar os dados que a Vale certamente divulgará – embora com metodologia de cálculo diferente.

Saíram de Curionópolis 1,26 Mt de minério de ferro no 3º trimestre e 3,63 Mt de janeiro a setembro. Na prática, Curionópolis já contribuiu com 106,94 milhões de dólares em minério de ferro, o equivalente a cinco vezes a receita prevista pela prefeitura local.

Já de Parauapebas a Vale mandou embora 37,6 Mt de minério de ferro no trimestre encerrado, totalizando 103,37 Mt em nove meses deste ano. Traduzido em dinheiro vivo, são impressionantes 3,15 bilhões de dólares que a Vale já exportou de Parauapebas este ano, o correspondente a dez vezes a receita prevista pela prefeitura local.

Somando tudo, já saíram das minas da região de Carajás 38,9 Mt de minério no trimestre (em 2015, no mesmo período, foram 33,9 Mt); e 107 Mt de minério de ferro nos nove meses do ano (no mesmo período do ano passado, foram 93 Mt). Eventuais diferenças nos volumes deste ano não alteram o dado final: recorde de produção da empresa em cima de Carajás.
A Vale segue, apressadamente, para lucrar e exaurir a região. O resto é resto.

Reportagem: André Santos – Colaborador do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também